PAÍS

PAÍS -
Abril ‘negro’ nas praias portuguesas com 17 mortos na primeira quinzena

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Com apenas seis praias a nível nacional vigiadas – a época balnear só começará no final de Maio/início de Junho -, os perigos de um ‘mar de Inverno’ são muitos e, só na primeira quinzena deste mês, já se contam 17 vítimas mortais por afogamento.

Há ainda três jovens desaparecidos no mar nos últimos dias: um jovem de 19 anos, na Costa nova, em Aveiro, no domingo; outro, no sábado, de 22 anos, na Praia da Vieira, na Marinha Grande, e um terceiro, de 16 anos, na Praia do Salgueiro, em Vila Nova de

A Federação Portuguesa de Nadadores Salvadores exige vigilância nas praias durante todo o ano, destacando que deveriam ser os municípios com praias a assumir essa responsabilidade em exclusivo.

“Portugal tem sol todo o ano, e o turismo vende isso mesmo, ‘sol todo o ano e praia’. E devia ser assumida a competência, em exclusividade, pelas autarquias, da prestação de assistências aos banhistas”, destaca ao mesmo canal Alexandre Tadeia.

Nos próximos dias os termómetros á descem ligeiramente, mas as autoridades mantêm e reforçam os avisos.

“Apesar das temperaturas mais altas, o mar é um mar de Inverno. Pode parecer calmo, mas as pessoas afastam-se da costa e depois já não conseguem voltar”, alerta o Comandante Conceição Dias, da Polícia Marítima.

Com Executive Digest

Foto: Autoridade Marítima Nacional

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS