PAÍS - Ainda “resistem” 96 milhões de euros em notas de escudo

PAÍS -
Ainda “resistem” 96 milhões de euros em notas de escudo

São mais de 96 milhões de euros em notas de escudo que ainda estão nas mãos dos cidadãos, portugueses ou não, o que equivale a cerca de 11,5 milhões de notas. 

Com o passar do tempo, as notas de escudo foram prescrevendo, isto é, deixaram de poder ser trocadas, pelo que o valor que está na posse dos cidadãos é superior.

NOTAS

PUBLICIDADE

A nota de 500 escudos, chapa 13, é aquela que os cidadãos ainda têm em maior quantidade, num total de 4,38 milhões, correspondentes a 10,9 milhões de euros, seguindo-se a nota de 1.000 escudos, também chapa 13, num total de 3,75 milhões de notas, referentes a 18,7 milhões de euros. Em relação à nota de 2.000 escudos, chapa 2, estarão ainda nas mãos dos cidadãos 1,7 milhões de exemplares, num total de 17,12 milhões de euros. A nota de 5.000 escudos é aquela que apresenta o maior contravalor em euros no poder dos cidadãos, num total de 33,48 milhões de euros, correspondentes a 1,34 milhões de notas. Da nota de 10.000 escudos, chapa 2, estarão na posse dos cidadãos 322 mil notas, num total de 16,06 milhões de euros.

De realçar que o Banco de Portugal apenas divulga o número e o contravalor em euros das notas de escudo ainda não prescritas, com referência ao final de cada ano, assim como o número e o contravalor em euros das notas de escudo que foram trocadas nesse ano nas suas tesourarias.

ATÉ 2002

Até final do ano de 2002, aquando do término do prazo para troca de moedas de escudo, tinham entrado no Banco de Portugal 284 milhões de notas de escudo, quer via depósitos (281 milhões), quer através da troca directa ao público (3 milhões), correspondentes a um total de 5,3 mil milhões de euros.

FINAL DE 2002 ATÉ HOJE

Desde de final de 2002 e até 26 de Dezembro de 2018 foram trocadas nas tesourarias do Banco de Portugal 5,5 milhões de notas de escudo, no valor de 78,3 milhões de euros.

PRAZO DE ENTREGA

O prazo para entregar as notas de escudo ainda susceptíveis de troca nas tesourarias do Banco de Portugal decorre até 28 de Fevereiro de 2022, inclusive.

MOEDAS

O prazo para trocar moedas de escudo por euros terminou a 31 de Dezembro de 2002, ficando por trocar o equivalente a 184,2 milhões de euros em moedas de escudo (correntes e de colecção), segundo dados do Banco de Portugal.