Braga reduziu dívida em 61 milhões nos últimos quatro anos

Braga reduziu dívida em 61 milhões nos últimos quatro anos

O Universo Municipal de Braga reduziu, nos últimos quatro anos, a dívida em 61 milhões de euros. Esta é uma das principais conclusões do documento que vai a discussão, segunda-feira, na reunião do Executivo. Segundo o Relatório de Actividades e de Gestão e Contas de 2017 da Câmara, em 2017 a dívida totalizava 46 milhões de euros, menos 61 milhões do que em 2013, quando ascendia a 107 milhões. Ao nível do desempenho económico e financeiro, a actividade do Município representou 86 milhões de euros de despesa e 90 milhões de euros de receita, com um resultado líquido positivo de 3,6 milhões. A dívida de médio e longo prazo apresenta uma diminuição de 7,6 milhões de euros (num total de aproximadamente 36 milhões), o que «reflecte essencialmente a ausência de contratação de novos financiamentos e o cumprimento do serviço da dívida».

Já a dívida de curto prazo «regista um crescimento de 5,1 milhões de euros, como resultado do aumento da facturação corrente em 1,8 milhões de euros, em consequência do crescimento das actividades e iniciativas municipais e do aumento da facturação de capital, em 4 milhões de euros, resultante do investimento reflectido no Plano Plurianual de Investimento».

MAIS 8,5 MILHÕES DE RECEITA

PUBLICIDADE

No que respeita à execução do Orçamento e das Grandes Opções do Plano, o controlo orçamental da receita de 2017 «evidencia uma receita cobrada bruta de 93,4 milhões de euros, representando uma taxa de execução de 85,9%. As receitas correntes cobradas ascenderam a 81,9 milhões de euros, apresentando uma taxa de execução de 94,8%. O total executado de receitas de capital foi 9,1 milhões de euros, o que corresponde a 45,8% de execução. Comparativamente com o ano anterior, registou-se um aumento da receita de 8,5 milhões».

O Plano Plurianual de Investimentos apresenta um total executado de 9,4 milhões e uma taxa de execução de 60,3%, ficando acima da execução de 2016. Esta variação resulta da concretização de diversos investimentos estruturantes, tais como: Requalificação do Parque de Exposição de Braga, construção dos diversos Centros Escolares e respectivo apetrechamento em termos de mobiliário e equipamento tecnológico e Requalificação e Reabilitação do Mercado Municipal.

Luís Moreira

(CP 8078)