PAÍS – Bruxelas calcula impacto das tarifas aplicadas pelos EUA a produtos da UE que podem afectar Portugal

PAÍS –
Bruxelas calcula impacto das tarifas aplicadas pelos EUA a produtos da UE que podem afectar Portugal

A Comissão Europeia está a calcular o impacto das tarifas adicionais que serão impostas dentro de dias pelos Estados Unidos a produtos da União Europeia (UE), incluindo taxas aduaneiras de 10% na aeronáutica e de 25% na agricultura.

Na conferência de imprensa diária do executivo comunitário, em Bruxelas, o porta-voz para a área do comércio, Daniel Rosário, informou que “a Comissão está, neste momento, a analisar esta lista para calcular o impacto em vários setores”.

PUBLICIDADE

“Olhando para a lista de produtos europeus que serão afectados por esta decisão norte-americana […], que foi publicada ontem [quinta-feira], são abrangidos vários produtos, não apenas no sector agrícola”, referiu o responsável.

Na lista de países afectados pelas taxas, que inclui Portugal, são visados produtos como leite, queijos, iogurtes e manteigas (tal como vários derivados e preparados com estes laticínios) serão sujeitos a taxas adicionais de 25%. Também a carne de porco (incluindo derivados e produtos preservados, como presunto), ameijoas (em recipientes herméticos e conservadas), berbigões e moluscos vários serão alvo de tarifas adicionais de 25%.

Finalmente, na área das frutas, Portugal pertence ao grupo de países que verá vários produtos com taxas aumentadas em 25%, como citrinos (laranjas, limões, tangerinas, clementinas, frescas ou desidratadas), cerejas (secas), peras (secas ou desidratadas).

Em causa está a disputa de quase 15 anos entre a UE e os Estados Unidos relativa aos apoios públicos às respectivas fabricantes aeronáuticas, Airbus (francesa) e Boeing (norte-americana), com a Organização Mundial de Comércio (OMC) a adoptar decisões que, umas vezes, são favoráveis à União, outras à administração norte-americana.