BRAGA – Câmara de Braga e Quercus avançam com estudo sobre activos ambientais do concelho

BRAGA –
Câmara de Braga e Quercus avançam com estudo sobre activos ambientais do concelho

A Câmara de Braga vai submeter uma candidatura ao Fundo Ambiental para proceder à elaboração do ‘Estudo de suporte à análise dos activos ambientais do concelho e a sua quantificação financeira’. Este é um projecto que será realizado em colaboração com a Quercus, a associação ambientalista com a qual o município assinou um protocolo de colaboração técnica.

A assinatura do protocolo teve lugar no Mosteiro de S. Martinho de Tibães onde, até ao próximo domingo decorre o GreenFest, o maior evento de sustentabilidade em Portugal.

PUBLICIDADE

Na cerimónia, o presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, considerou ser “um orgulho e um privilégio para Braga ser pioneiro nesta área a nível nacional”. “Desde a primeira hora que também contamos com o apoio do ministro do Ambiente, a quem apresentámos o projecto. Agora temos as condições para começarmos a trabalhar e para apresentarmos os primeiros resultados na próxima edição do GreenFest”, referiu o autarca.

O projecto implica a realização de um “estudo inovador” que irá privilegiar a avaliação de activos ambientais, em particular do carbono (floresta). Este estudo prevê o levantamento e georreferenciação das áreas florestais do concelho, recorrendo à actualização do Inventário Florestal Nacional; o cálculo da biomassa existente e cálculo da quantidade de C02 equivalente; a recomendação das formas de valorização económica destes activos, sempre associado a projectos de desenvolvimento sustentável e a preparação de dossier para validação por auditoria externa e que sirva de base à utilização do activo ambiental florestal, traduzido em Carbono equivalente, para a emissão de ‘Green Bond’.

O estudo irá ainda apresentar as formas de valorização económica destes activos, sempre associado a projectos de desenvolvimento sustentável.