REGIÃO -
Câmara de Esposende quer actos de vandalismo em equipamentos públicos denunciados

A Câmara Municipal de Esposende apela a quem presencie casos de vandalismo sobre equipamentos e espaços públicos que os denunciem às autoridades.

O apela da autarquia surge após a ocorrência, de “forma sistemática”, de actos de vandalismo que causam “elevados prejuízos”.

PUBLICIDADE

Recentemente, foi a Ecovia do Litoral Norte, mais concretamente no trajecto de Cepães, a sofrer os efeitos daqueles que “não têm qualquer pudor em destruir o que é de todos”. “Ainda há menos de uma semana registou-se o mesmo tipo de vandalismo sobre a vedação desta ecovia”, reporta o presidente da autarquia

“O município não pode deixar de lamentar e condenar estes sistemáticos actos de vandalismo que ocorrem no concelho em equipamentos públicos. São ainda mais condenáveis quando visam o bem público, na medida em que em causa está o erário público, ou seja, o dinheiro dos impostos de cada munícipe/contribuinte”, diz Benjamim Pereira.

A situação, acrescenta o autarca, “é tanto mais de lamentar quando a destruição tem como alvo equipamentos que são fruto de um significativo ou elevado esforço financeiro. A já difícil tarefa de gerir os bens públicos acaba, nestes casos, por se revelar ainda mais complicada e ingrata”.

“Porque está em causa a defesa e a salvaguarda do bem público, a Câmara Municipal apela a todos os munícipes que colaborem na preservação deste património, denunciando às autoridades competentes os casos de vandalismo e de desrespeito que eventualmente presenciem”, remata.