BRAGA - Cerca 2.500 crianças de escolas de Braga encerram ‘Mês Azul’ com cordão humano

BRAGA -
Cerca 2.500 crianças de escolas de Braga encerram ‘Mês Azul’ com cordão humano

Cerca de 2500 crianças de 19 estabelecimentos de ensino de Braga encerraram, esta segunda-feira, o ‘Mês Azul – Prevenção dos Maus-Tratos na Infância’ com um cordão humano de dois quilómetros.

A iniciativa contou com a presença de diversas entidades da cidade (Universo Municipal, BLCS, Centro Novais e Sousa, Cerci, PSP, Bombeiros Voluntários, Associação de Reformados do Centro Histórico de Braga e Boccia Sénior). Emanuel Silva, canoísta medalhado nos Jogos Olímpicos, e Vandinho, ex-capitão do Sporting Clube de Braga, também marcaram presença na iniciativa.

Segundo Ricardo Rio, o Cordão Humano «teve impacto para a população em geral e um apelo pedagógico junto dos mais novos».

PUBLICIDADE

«É essencial que desde tenra idade as crianças ganhem consciência para estas questões e se envolvam activamente do ponto de vista cívico, percebendo de que forma podem contribuir para uma sociedade melhor», afirmou o presidente da Câmara, destacando o «cunho simbólico da iniciativa» na divulgação desta causa.

Por seu turno, Firmino Marques, vice-presidente da autarquia, realçou que o Relatório de Actividades de 2018 da CPCJ de Braga registou a abertura de mais de 500 processos. «É um valor que deve preocupar a comunidade no seu todo e os cidadãos com responsabilidades de intervenção. Numa sociedade equilibrada e justa os direitos das crianças devem ser plenamente respeitados», disse.

Durante este mês de Abril, o município promoveu um conjunto de iniciativas de promoção dos direitos das crianças e consequente prevenção dos maus-tratos na infância e juventude. Palestras, workshops e exposição foram algumas das iniciativas que marcaram o “Mês Azul”.

Os sinos de quatro igrejas do centro da cidade (Congregados, Pópulo; Capelistas e Sé) tocaram para assinalar este momento simbólico.