REGIÃO

REGIÃO -
Consumidores com dificuldades em cumprir contratos bancários já têm apoio em Guimarães

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Ajudar os consumidores que tenham dificuldades em pagar as mensalidades dos créditos bancários ou que precisam de orientação devido ao fim das moratórias impostas pelo Governo devido à pandemia são algumas das áreas de actuação do Gabinete RACE – Rede de Apoio ao Consumidor Endividado que está a funcionar em Guimarães.

O Gabinete RACE abrange 19 municípios e tem como missão acompanhar os consumidores no âmbito das obrigações decorrentes de contratos de crédito, bem como, prestar formação financeira.

“O Gabinete permite aos cidadãos ter acesso a aconselhamento e orientação para evitar os efeitos resultantes das situações de incumprimento nos contratos estabelecidos com instituições bancárias”, explicou Laura Ferreira, em entrevista ao programa ‘Largo do Toural’, da Rádio Santiago.

PUBLICIDADE

A Coordenadora de Divulgação do Gabinete RACE justificou a necessidade de apoiar “os consumidores mais frágeis, nomeadamente aqueles que mais sentiram os efeitos da pandemia da covid-19, ficando financeiramente mais vulneráveis”. 

A RACE resulta “da situação económica do nosso país, do facto de atravessarmos uma crise”, sendo necessário apoiar os clientes bancários no aconselhamento de “questões resultantes das moratórias que foram colocadas pelo Governo em virtude dos efeitos da pandemia nas famílias e o fim dessas moratórias”, procurando assim também contrariar “a falta de informação bancária e financeira dos consumidores”.

Embora seja recente o início da actividade do Gabinete RACE, a Coordenadora reconhece que “há uma certa desinformação sobre os mecanismos jurídicos de apoio existentes ao dispor dos clientes bancários” e que podem ser accionados perante as situações inesperadas, como o desemprego.

“Existem mecanismos para ajudar o consumidor que já tem, ou poderá vir a ter dificuldades no cumprimento das suas obrigações no âmbito dos contratos de crédito”, alertou, referindo que o serviço tem a função de “apoiar o consumidor na análise das propostas apresentadas pelas instituições de crédito no âmbito do PARI – Plano de Acção para o Risco de Incumprimento e do PERSI – Procedimento Extrajudicial de Regularização de Situações de Incumprimento”. 

Os cidadãos dos 19 concelhos abrangidos podem solicitar apoio ou aconselhamento, presencialmente, por telefone ou por e-mail, ou no directamente no Gabinete, instalado no edifício da Comunidade Intermunicipal do Ave, onde também funciona o TRIAVE – Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Ave, Tâmega e Sousa.

 

LEGENDA: Comunidade Intermunicipal do Ave/ Foto Grupo Santiago

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS