AMARESCPCJ assinala maus tratos na infância, amanhã, com um Laço Azul Humano

AMARES
CPCJ assinala maus tratos na infância, amanhã, com um Laço Azul Humano

Desde o início do século XXI, o mês de abril é assinalado como o Mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância em muitos países, sendo o Laço Azul o elemento icónico que marca a iniciativa. Em Abril de 2018, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Amares, com o apoio do Município de Amares, da Graficamares, d’A Modelar e da Cristina Publicidade, associam-se à campanha, promovendo uma série de acções de sensibilização. Desde o início do mês, estão a ser trabalhados, em sala de aula, nos vários estabelecimentos de ensino do Agrupamento de Escolas de Amares, textos alusivos à problemática dos maus-tratos. Paralelamente, foram distribuídos pelo concelho cartazes alusivos à campanha. No dia 27 de Abril, às 12 horas, será formado em simultâneo em todas as escolas do concelho um Laço Azul Humano, sendo distribuído por todas as crianças um autocolante no âmbito da iniciativa, que contará com a presença do ilustríssimo Presidente do Município de Amares, Manuel Moreira, e a Vereadora da Educação e Acção Social, Cidália Abreu, bem como todos os elementos que integram a CPCJ de Amares.A campanha do Laço Azul teve origem nos Estados Unidos da América, no final dos anos oitenta, pela mão de Bonnie Finney, uma avó que, com o intuito de alertar a comunidade para os maus-tratos a que os netos eram submetidos pelos seus pais, colocou na antena do seu carro uma fita azul, para que as pessoas se questionassem sobre tal adereço. O azul simbolizava as marcas e hematomas sofridos pelas crianças. No ano em que comemora os seus 20 anos de existência, a CPCJ de Amares não quer deixar de cumprir a sua missão de prevenção e sensibilização da comunidade amarense, convidando todos à reflexão e envolvimento no combate a esta problemática.