REGIÃO - Cursos de Economia, Gestão e Finanças da UMinho são os primeiros do país com nova acreditação internacional

REGIÃO -
Cursos de Economia, Gestão e Finanças da UMinho são os primeiros do país com nova acreditação internacional

As licenciaturas em Economia e em Gestão e o mestrado em Finanças da Universidade do Minho (UMinho) foram reconhecidos com a acreditação EPAS, a mais completa do mundo nestas áreas.

A Reitoria adianta que a distinção foi atribuída pela Rede para o Desenvolvimento da Gestão – The Management Development Network (EFMD), que junta 900 escolas de negócios em 88 países do planeta. Aqueles três cursos vão ser os primeiros em Portugal com a distinção ‘EFMD Accredited’ ao nível Bachelor (licenciatura) e Master (mestrado), que entra em vigor em agosto.

Na prática, já respeitam o novo sistema internacional de acreditação da qualidade da EFMD, que unifica e reavalia os cursos superiores presenciais e online na área.

PUBLICIDADE

Esta certificação é globalmente reconhecida por academias, estudantes, empresas e mass media. A distinção daqueles cursos da Escola de Economia e Gestão (EEG) da UMinho é, por isso, “um excelente resultado e coloca esta Escola entre as melhores do mundo”, refere o seu presidente, Francisco Veiga.

“Este é um marco importante na formação em Economia e Gestão em Portugal”, realça. A afirmação da EEG passa agora pela melhoria contínua do seu ensino, investigação e interação com as empresas e a sociedade, pelo alargamento de parcerias com universidades estrangeiras, pela maior captação de alunos de outros países e por acreditações internacionais para mais cursos e para a EEG no seu todo.

EEG-UMINHO

A EEG nasceu em 1982, em Braga, e é uma das 12 unidades orgânicas de ensino e/ou investigação da UMinho. Tem cerca de 2700 estudantes e 140 docentes (86 de carreira), distribuídos por oito licenciaturas, 14 mestrados e cinco doutoramentos nos ramos de Economia, Gestão, Administração Pública, Ciência Política e Relações Internacionais.

Em I&D, acolhe o Núcleo de Investigação em Políticas Económicas e Empresariais (NIPE) e o Centro de Investigação em Ciência Política
(CICP), ambos entre os mais bem avaliados do país pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Possui ainda a escola de formação de executivos UMinhoExec.