BRAGA -
Deputados do PSD conhecem soluções de inovadoras no combate à covid-19 no INL

Carlos Eduardo Reis e Firmino Marques, deputados do PSD eleitos pelo círculo eleitoral de Braga, visitaram nos últimos dias o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL). A iniciativa serviu para os parlamentares conhecerem as soluções que o centro de investigação está a desenvolver no combate à covid-19.

Acompanhados por Lars Montelius, director-geral do INL, Carlos Eduardo Reis e Firmino Marques inteiraram-se dos projectos associados à produção de materiais de protecção individual para os profissionais de saúde e as populações na pandemia.

PUBLICIDADE

“As indústrias de defesa não se cingem à produção de armamento. Da mesma forma que outras indústrias se reinventaram, também na área da Defesa vamos assistir a um fenómeno semelhante. A protecção pessoal e equipamentos de protecção pessoal passarão cada vez mais a fazer parte das nossas vidas”, adianta o deputado barcelense, Carlos Eduardo Reis, membro da Comissão de Defesa Nacional.

O deputado destaca ainda o trabalho desenvolvido para permitir a normalização das rotinas da comunidade. “Vimos pequenos equipamentos de testagem rápida que podem, por exemplo, ser utilizados à entrada de eventos desportivos, culturais, de lazer”, acrescenta.

Carlos Eduardo Reis recorda também que este contexto de pandemia é essencial para a criação de sociedades mais resilientes e com capacidade de se ajustar a novas realidades.

“Estamos a enfrentar um tempo de mudança de hábitos e isso exige que os cidadãos passem a ser também agentes de saúde pública. Isso só se faz impulsionando as indústrias ou laboratório que dedicam o seu tempo e capital humano à inovação, à descoberta de novas formas de protecção e equipamentos adequados”, assinala.

Firmino Marques sublinha, por sua vez, a importância do centro de investigação como centro de conhecimento.

“O INL tem sido muito importante para todas as dimensões de desenvolvimento de uma sociedade em Portugal e em Espanha, mas com especial destaque para a envolvente bracarense, sendo determinante a forma como se envolve com a academia minhota e com o tecido empresarial bracarense, acrescentando valor e conhecimento”, diz o antigo vice-presidente da Câmara Municipal de Braga.

Recorde-se que o INL conta com investigadores e cientistas de mais de 40 nacionalidades, que se dedicam ao estudo e desenvolvimento de soluções, através da aplicação das nanotecnologias, como acontece na nanomedicina, no controlo de qualidade alimentar e ambiental, energia, nanoeletrónica e nanossistemas.