AMARES

AMARES -
Dezanove anos de prisão para homicida de Carlos Galiano

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O Tribunal de Braga condenou esta quinta-feira a 19 anos de prisão o autor dos disparos que vitimaram Carlos Galiano, em Outubro de 2021, no Bairro do Fujacal, em Braga. Natural de Amares, Luís Miguel Teixeira, conhecido como Max, foi sentenciado por homicídio qualificado na forma agravada pelo uso de arma por ter atingido mortalmente o antigo amigo, também amarense. Já o outro arguido, Diogo Azevedo, de Braga, foi condenado a cinco anos e três meses de prisão por cumplicidade no crime de homicídio qualificado.

Ambos terão, agora, de pagar 90 mil euros ao pai da vítima, 80 mil euros à mãe e ainda 21 mil euros ao hospital, por despesas de internamento de Carlos Galiano.

Apesar de terem possibilidade de recorrer da sentença, ambos continuarão em prisão preventiva devido ao perigo de fuga.

PUBLICIDADE

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS