PAÍS -
DGS admite ser frequente detectar infectados com covid-19 em voos que chegam a Portugal

A Direcção-Geral da Saúde admitiu este sábado ser frequente registar “um ou dois casos” de infectados a bordo de voos que chegam a Portugal, e anunciou um “reforço gradual” das medidas sanitárias nos aeroportos portugueses.

“Não sei dizer exactamente quantos casos foram detectados, mas sei que é frequente a minha colega [da Direcção-Geral da Saúde] identificar um ou dois casos em determinados voos”, indicou a directora-geral da Saúde, Graça Freitas, falando na habitual conferência de imprensa diária sobre a evolução da covid-19 no país, em Lisboa.

“Não é em todos, mas não é uma situação rara, acontece com alguma frequência”, referiu.

PUBLICIDADE

Recordando que a aterragem e partida de voos em Portugal “nunca foi interrompida”, tendo apenas sido realizada com “menor fluxo” dadas as medidas restritivas aplicadas por causa da covid-19, Graça Freitas anunciou que “as novas medidas vão ser implementadas gradualmente”, referindo-se a questões como a medição da temperatura corporal e a um rastreio feito de forma digital.

“Nós todos os dias ou praticamente todos os dias detectamos casos [de covid-19] que vieram nesses voos”, notou a responsável.

Portugal contabiliza pelo menos 1.512 mortos associados à covid-19 em 36.463 casos confirmados de infecção, segundo o boletim deste sábado da DGS.