EDIÇÃO IMPRESSA -
Emanuel Magalhães reforça necessidade de autarquia ter fundo de emergência social/Pedro Costa considera que «Amares exige mais soluções da parte do Município»

O Vereador do Movimento Amares Independente e Solidário (MAIS), Emanuel Magalhães, defende que a autarquia deve criar um fundo de emergência social e lamenta que o executivo municipal não tenha «partilhado informação» sobre o evoluir da pandemia Covid-19 com a oposição. 

O Vereador do PS na Câmara de Amares, Pedro Costa, considera que «o Município tem muito trabalho pela frente» e que «exige-se mais» da autarquia. «Se é verdade que, graças à intervenção muito competente do ACeS Gerês-Cabreira, GNR, Bombeiros, Cruz Vermelha e outras autoridades públicas temos conseguido preparar e conter o problema da saúde pública em Amares, em termos socio-económicos o Concelho está e vai passar um mau bocado. No Município temos que preparar um plano urgente para salvar o tecido económico e produtivo amarense», refere.

PUBLICIDADE

Mais desenvolvimentos na edição impressa de Maio de 2020, nas bancas