PAÍS -
Emigrantes podem regressar sem ficar em quarentena, garante Governo

O Governo garantiu que os emigrantes podem regressar a Portugal sem qualquer problema e que não vão ser obrigados a ficar em quarentena. Em entrevista à TVI, esta segunda-feira, Mariana Vieira da Silva disse ainda que ainda não há decisão sobre a imposição da quarentena obrigatória aos espanhóis quando a fronteira reabrir em Junho.

“A não ser que se venha de países em maior dificuldade, não existe nenhuma quarentena obrigatória [para emigrantes]. Há um acompanhamento das autoridades de saúde e essas decisões temos de respeitar, pois são quem tem condições de avaliar o risco concreto em cada caso”, esclareceu esta segunda-feira a governante, em entrevista à TVI.

Mariana Vieira da Silva lembrou que, neste momento, há “várias condições que permitem que as pessoas passem nas fronteiras” e, o regresso de emigrantes a Portugal “é uma delas, que existiu durante todo este período e continua a existir.” “Todas as pessoas puderam sempre regressar ao seu país”, argumentou.

PUBLICIDADE

Recentemente, o Ministério dos Negócios Estrangeiros garantia também que não há proibições ou limitações à vinda de emigrantes no Verão, em particular para quem reside na Europa.

Ainda em declarações à TVI, Mariana Vieira da Silva avançou que o Governo ainda não decidiu se vai impor quarentena obrigatória aos espanhóis quando a fronteira reabrir em Junho.

O gabinete do ministro Augusto Santos Silva enfatizava, então, que o Governo pretende que “os emigrantes possam vir a Portugal no Verão para reencontrar as suas famílias e, como sempre têm feito, para apoiar na recuperação da economia”.

“O Governo está a trabalhar para assegurar que, em qualquer cenário de evolução da situação na fronteira terrestre, venha a ser possível aos portugueses residentes no estrangeiro e com outra residência ou familiares em Portugal deslocarem-se ao nosso país no período de férias de Verão”, assegurou.