PRESIDENTE DA CÂMARA EXPLICOU PROCESSO EM REUNIÃO DO EXECUTIVOEncerramento do banco na Vila do Gerês acontece a 29 de Junho

PRESIDENTE DA CÂMARA EXPLICOU PROCESSO EM REUNIÃO DO EXECUTIVO
Encerramento do banco na Vila do Gerês acontece a 29 de Junho

O encerramento do balcão da Caixa de Crédito de Crédito Agrícola na Vila do Gerês foi um dos assuntos abordados, antes do período da ordem do dia, na reunião do executivo. O banco fecha no próximo dia 29 de Junho mas as duas caixas multibanco serão mantidas e reforçadas em termos de dinheiro na época alta. Uma decisão que apanhou «de surpresa» o executivo municipal.

O Presidente da Câmara de Terras de Bouro explicou, em detalhe, o processo. «A agência está aberta, apenas, há um ano e meio. Numa reunião com o administrador, Sr. Santos. Tomamos conhecimento da intenção do encerramento o que nos deixou perplexos». As justificações apresentadas foram as mesmas que levou ao encerramento do Novo Banco: «pouco movimento e a existência de um serviço em Rio Caldo e por deslocação de funcionários».

Segundo Manuel Tibo, «o administrador disse-nos que, acerca de um ano e meio, fizeram um esforço, na altura já tinham dúvidas mas mesmo assim tentaram». O autarca fez um pedido para que se mantivesse aberta, pelo menos, até ao final do Verão. Nós queríamos é que fosse cumprido o contrato de cedência de instalações que era de 20 anos».

PUBLICIDADE

O Presidente da Câmara revelou que, nessa reunião, pedimos que «a Caixa de Crédito Agrícola repensasse o apelo que lhe fizemos, mantendo a agência aberta bem como a manutenção das duas ATM’s, com reforço monetário, na época de Verão, o que prontamente foi assegurado».

No entanto, dias depois, a autarquia recebe um ofício a dar conta da decisão de encerramento no dia 29 de Junho e solicitando ao Município que não cobre mais as prestações que dariam um valor de 6 500 euros. «Foi assim que soubemos da data de encerramento», revelou ainda Manuel Tibo.

Outros interessados

Com o encerramento definitivo, a Câmara pediu informações sobre as caixas ATM’s tendo sido reiterado que se mantinham e com reforço de dinheiro. «Serão agora enviados ofícios às diversas entidades bancárias para perceber se há interessados em se instalarem ali, nas mesmas condições propostas anteriormente». Caso não seja possível, «damos utilização ao espaço deslocando para lá o Posto dos CTT».