REGIÃO -
EPATV trabalha “Herança Cultural” em regime de “mobilidade híbrida”

Já decorreu a terceira mobilidade LTTA do projecto Erasmus+ “Transmitting our Cultural Heritages to New Generations (2019-1-TR01-KA229-073855)” que teve lugar em Trnava, Eslováquia. A actividade estava prevista para decorrer de forma presencial, mas «os elevados números de casos de infectados com a variante delta Covid-19 que afectaram Portugal» impediu a equipa da Escola Profissional Amar Terra Verde de viajar, de participar na mobilidade física. 

Em consequência, a coordenação de projecto decidiu que a mobilidade fosse híbrida, também devido ao facto da equipa letã – por motivos de ordem logística e de calendarização escolar – já ter comunicado à coordenadora de projeto que não compareceria.

Desta forma, os coordenadores de cada país reuniram e agendaram as próximas mobilidades do projecto. Em Novembro de 2021 em Portugal, Letónia em Fevereiro de 2022. 

PUBLICIDADE

A coordenadora turca comunicou ao grupo que, no próximo ano lectivo mudará de escola e apresentou a colega que a substituirá. Fez-se a “entrega” dos trabalhos de alunos, previstos nesta mobilidade, acerca de “Mitos e Lendas”, tendo Portugal escolhido a lenda da Ponte da Misarela e da Rainha Santa Isabel para apresentar aos parceiros. Elencaram-se as tarefas realizadas e por realizar e planearam-se as próximas atribuições, tal como as responsabilidades atribuídas a cada parceiro.

«Decorrida a actividade e cumprida a ordem de trabalhos prevista para a mobilidade, encerrou-se  com sucesso», pode ler-se em nota enviada pela EPATV.