EM JUNHO ESA Robots vai representar Amares no Robocup 2018 no Canadá

EM JUNHO
ESA Robots vai representar Amares no Robocup 2018 no Canadá

A equipa ESA Robots, do Agrupamento de Escolas de Amares, que vai representar Portugal no RoboCup Junior Rescue CoSpace 2018, no Canadá, foi esta segunda-feira recebida na Câmara Municipal, que reconheceu publicamente «o excelente trabalho» desempenhado pelo projeto, ao qual vai atribuir um subsídio no valor de 1500€ para participação no campeonato internacional.

«Amares tem um ensino que prima pela qualidade e excelência e a ESA Robots é um bom exemplo do que de bom fazem as nossas escolas», sublinhou Manuel Moreira, depois de entregar uma lembrança do Município de Amares como forma de felicitar a equipa por mais um título conquistado.

PUBLICIDADE

«Este ano, fizemos um esforço suplementar para apoiar esta equipa uma vez que a viagem até ao Canadá é longa e acarreta muitas despesas mas fizemo-lo com toda a convicção de que é um bom investimento nos nossos alunos que, juntamente com o professor Luís e o professor Fernando têm feito um trabalho excelente que ao longo dos anos tem levado o nome de Amares muito longe e com muita determinação», acrescentou o autarca, de acordo com nota enviada à comunicação social.

Congratulando-se com a qualidade do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nas mais variadas áreas pelo Agrupamento de Escolas de Amares do qual é directora, Flora Monteiro mostrou-se muito agradada com este gesto de reconhecimento por parte do executivo municipal.

«Foi um prazer para nós sentir que somos reconhecidos pela principal força do concelho. Às vezes, a escola, as várias escolas deste agrupamento, fazem coisas muito bonitas e nem sempre a população vê mas eu acho que se a população estiver atenta nestas últimas semanas nós temos mostrado como estamos tão à frente em tantas coisas», frisou a directora do Agrupamento de Escolas de Amares.

«Eu estou sempre a dizer a mesma coisa: a maior riqueza que temos no concelho são estes 2300 alunos, portanto, o Município ter este gesto de carinho e apreciação pública de querer mostrar às pessoas que reconheceu o valor destes alunos e destes professores é magnífico», sublinhou.

 

EM BUSCA DE MAIS UM TÍTULO

É com «imenso orgulho e grande sentido de responsabilidade» que Bruno Silva, capitão da equipa, que junta quatro alunos e dois professores, perspectiva a participação no RoboCup Junior Rescue CoSpace 2018.

«É uma responsabilidade muito grande, porque estou a representar Amares e Portugal e, como capitão de equipa, sinto que devo mostrar sempre um forte espírito de liderança e puxar pelo ânimo dos meus colegas para conquistarmos lá fora algo maior e darmos continuidade ao projecto. Conto com uma boa equipa e com um bom resultado», realça.

No RoboCup Junior Rescue CoSpace 2018, a equipa de Amares vai encontrar uma prova um pouco diferente daquilo que têm feito até agora, conforme explicou o professor Luís Bernardino, que coordena o projeto juntamente com Fernando Costa.

«Trata-se de uma prova que trabalha apenas com robótica virtual na qual não há robots físicos, ou seja, haverá depois um robot físico mas que não somos nós que vamos levar é organização que nos entrega. A partir daí, eles têm que programar o robot virtual e o físico tal e qual como se tivessem com o robot à frente com o intuito de percorrer um série de labirintos, evitar uma série de armadilhas e recolher uma série de objectos tendo como base a busca e salvamento. É uma das provas base daquilo que nós vemos hoje já no dia a dia a ser utilizado como busca e salvamento», referiu.

Esta segunda-feira, em reunião de Câmara, foi aprovado por unanimidade a proposta para atribuição de um subsídio no valor de 1500€ à equipa ESA Robots, que vai participar no RoboCup Junior Rescue CoSpace 2018, que decorre em Montréal, no Canadá, de 18 a 22 de Junho.