PAÍS -
Escolas reabrem entre 14 e 17 de Setembro, avança ministro da Educação

“Estamos a trabalhar para que em Setembro o ensino presencial possa ser possível e possa ser perene”, afirmou Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação, ao final da manhã desta terça-feira, em visita a uma escola de Odivelas.

Segundo avançou o ministro estão a ser criadas condições para que no regresso, que estima possa acontecer entre 14 e 17 de Setembro, o ano lectivo arranque com toda a normalidade possível e que as comunidades educativas tenham tempo de se preparar.

“Temos todos de nos lembrar que a segunda fase de exames vai acontecer atipicamente na primeira semana de Setembro e também aqui temos de dar tempo para que as escolas se preparem”, reforçou.

PUBLICIDADE

Já António Costa lembra que o início do ano lectivo vai ter como objectivo recuperar a aprendizagem que foi prejudicada com o ensino à distância.

“Temos de garantir a esta geração que não perdeu o ano nem a oportunidade de aprender”, referiu o primeiro-ministro, esclarecendo que a avaliação é apenas uma das fases do conhecimento. “Nada substitui o ensino presencial”, realça.