REGIÃO -
Finalistas do distrito de Viana do Castelo ao 7 Maravilhas de Portugal Cultura Popular

As Feiras Novas, em Ponte de Lima, e as Festas de São Bartolomeu, na Ponte de Barca, são duas das finalistas do distrito de Viana do Castelo às 7 Maravilhas de Portugal Cultura Popular.

As romarias de São João d’Arga (Caminha) e de Santa Marta (Viana do Castelo), acompanham as Feiras Novas, na categoria de Procissões e Romarias, nas respectivas eliminatórias regionais na RTP1 e RTP Internacional, a partir do dia 6 de Julho.

A estas juntam-se o Vira do Alto Minho (Monção), na categoria Músicas e Danças, as Concertinas e Cantares ao desafio (Ponte de Lima), na categoria Músicas e Danças, e a Romaria de São Bartolomeu, na categoria de Festas e Feiras.

PUBLICIDADE

Após as 20 finais regionais, que correspondem a 20 programas em directo, a transmitir no mês de Julho, a partir dos municípios mais pequenos que estiverem a concurso, são directamente apurados os 20 vencedores, através do maior número de votos populares.

Segue-se um programa de repescagem, a realizar no dia 16 de Agosto, onde o voto popular decide quais os oitos repescados, a partir dos 20 segundos classificados nas finais regionais.

Estes 28 semi-finalistas são, então, distribuídos por critérios de proximidade geográfica, em duas semi-finais, que apuram os 14 finalistas, a realizar nos dias 23 e 30 de Agosto.

A 5 de Setembro é feita a Declaração Oficial das 7 Maravilhas da Cultura Popular® – SICAL, no prime-time da RTP.

“Para além da apresentação das próximas fases do concurso e da magnífica lista de 140 finalistas regionais, temos vindo a trabalhar numa ideia que permite aos portugueses conhecerem mais a fundo o nosso país, que como se sabe, faz-se de inesgotáveis maravilhas. Este é o momento indicado para lançarmos o País das Maravilhas, esperando que todos os vencedores e participantes nas 7 Maravilhas desde 2007 possam beneficiar de uma promoção acrescida das suas maravilhas e dos seus territórios, levando mais gente a todos os cantos de Portugal”, diz Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas.

O Conselho Científico, um órgão constituído para apoiar a organização do concurso na elaboração do regulamento, na verificação das candidaturas e nas tomadas de decisão, tendo o objectivo de libertar a organização de quaisquer tomadas de posição face aos candidatos a concurso, assegurando por isso, a máxima idoneidade, independência e equidistância do processo, conta com os seguintes membros: Associação Portugal Genial, CEARTE- Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património, CNC – Centro Nacional de Cultura, Fundação INATEL, Joana Vasconcelos, Secretaria de Estado – Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Turismo de Portugal

O projecto conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República.