SAÚDE –  Hospital de Braga recebe apresentação de livro  “A morte é um dia que vale a pena viver”

SAÚDE –
Hospital de Braga recebe apresentação de livro  “A morte é um dia que vale a pena viver”

Braga foi a primeira cidade portuguesa a receber Ana Cláudia Arantes, médica especialista em cuidados paliativos, que acedeu ao convite da Equipa Intra-Hospitalar de Suporte a Cuidados Paliativos (EIHSP) do Hospital de Braga para apresentar o seu livro “A morte é um dia que vale a pena viver”.

Tendo consciência do teor provocatório do título da publicação, Ana Cláudia Arantes apresentou um livro que considera ser “essencialmente sobre a vida e que, devido ao reconhecimento da sua finitude, incita os leitores a encararem a vida com mais respeito”.

PUBLICIDADE

Quando questionada sobre a forma como os profissionais de saúde lidam com a morte de um paciente e o cuidado prestado aos seus familiares, a especialista em cuidados paliativos deixou um desafio aos colegas de profissão: “transformar a morte numa experiência humana valiosa e não num aspecto técnico ou biológico”.

Cristiana Lopes, psicóloga e membro da EIHSP do Hospital de Braga, destacou o “enorme privilégio que é ter uma paliativista de renome no Hospital de Braga”, bem como a mais valia da sua “sabedoria para continuar a trilhar o longo caminho dos cuidados paliativos”.

Já Teresa Macedo, médica oncologista e coordenadora da EIHSP do Hospital de Braga, classificou a vinda de Ana Cláudia Arantes ao Hospital de Braga como “um processo de aprendizagem e partilha” e considera que “os cuidados de fim de vida não são apenas do foro dos profissionais de saúde, mas de todos nós”.