AMARES – -
Implementado programa “Aldeia Segura-Pessoas Seguras” para proteger populações

A Câmara Municipal de Amares, em colaboração com os Bombeiros Voluntários e a Guarda Nacional Republicana, dinamizou uma reunião de trabalho que serviu para articular estratégias, distribuir kits de proteção, folhetos informativos e as respectivas placas de sinalização no âmbito do programa “Aldeia Segura-Pessoas Seguras”, iniciativa que procura garantir maior protecção da população das aldeias com maior risco de incêndio rural nas freguesias de primeira prioridade.

«O Município de Amares tem trabalhado na implementação do programa com as Juntas das Freguesias de Bouro Santa Marta, Bouro Santa Maria, Goães e da União de Freguesias de Vilela, Paredes Secas e Seramil, freguesias de primeira prioridade, segundo a análise do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas», explica a autarquia em comunicado.

Segundo o presidente da Câmara, Manuel Moreira, «esta é mais uma estratégia preventiva que visa incentivar a consciência colectiva para as medidas de auto-protecção e facilitar a coordenação das equipas de intervenção em situações de fogos descontrolados que impliquem a evacuação das aldeias».

PUBLICIDADE

O autarca considera «fundamental a implicação e a receptividade que os agentes locais, nomeadamente as Juntas de Freguesia, têm demonstrado para com a temática».

Das reuniões preparatórias resultaram já a definição de 18 pontos de refúgio/abrigo situados nas freguesias de maior risco, e a definição dos oficiais de segurança local, pessoas que assumem um papel muito relevante ao nível da protecção da comunidade.

Nesta fase, estão a ser também a ser sinalizados os caminhos de evacuação dos aglomerados populacionais para os locais de refúgio.