SAÚDE

SAÚDE -
Iniciativa Liberal preocupada com “constrangimentos” após fim da PPP nas urgências do Hospital de Braga

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

A Iniciativa Liberal de Braga manifestou a sua preocupação com “diversos constrangimentos” nas urgências do Hospital de Braga, condenando o fim da Parceria Público-Privada (PPP), “com claro prejuízo para as populações, como infelizmente se pode confirmar actualmente”.

Lembrando que em Setembro de 2021, ter já alertado para a acumulação de problemas com o pessoal da urgência do hospital de Braga – “desde chefias insatisfeitas, a uma taxa de inoperacionalidade fora do normal – depois de ter deixado de possuir uma gestão privada” a Iniciativa Liberal de Braga diz que os casos que tem agora sido tornado públicos “não podem deixar de ser lamentavelmente expectáveis, com os habitantes locais – e neste caso, os bracarenses – a sofrerem esse prejuízo da forma mais directa possível”.

PUBLICIDADE

O partido lembra ainda que “a própria Ordem dos Médicos e o seu Conselho Regional Sul constataram que o Hospital de Braga tinha uma urgência muito boa e, de repente, também piorou, com o Sindicato Independente dos Médicos a denunciar escalas com números de clínicos abaixo dos mínimos estabelecidos, com a clara e assumida dificuldade de contratação de profissionais devido à falta de autonomia da Administração do Hospital, o que era expectável tornou-se numa realidade assistida diariamente na cidade de Braga”.

Para o IL bracarense “alterar uma gestão eficiente e nacionalmente reconhecida de uma entidade hospitalar de extrema importância, por opções políticas e partidárias – terminando assim uma PPP para a concessão passar então para as mãos do Estado – é uma medida preocupante e com claro prejuízo para quem depende destes mesmos serviços”.

“Como tal, a Iniciativa Liberal de Braga de tudo fará para garantir que as medidas necessárias sejam tomadas, de modo a reverter ou eliminar de alguma forma uma decisão que se adivinhava errada desde o seu primeiro dia”, remata.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS