2019 ano de um auditório novo nos Bombeiros -
José Amaro tomou posse como Comandante da Corporação de Terras de Bouro preocupado com fixação de jovens

Fixação de jovens e revisão do Estatuto Social dos Bombeiros foram as principais preocupações apontadas pelo novo Comandante dos Bombeiros de Terras de Bouro que tomou posse hoje, na véspera das comemorações dos 33 anos da corporação. A sessão serviu ainda para dar posse aos novos corpos sociais da Associação que mantém como Presidente, Manuel Tibo. «A nossa grande prioridade é a criação de um auditório, de um museu, uma oficina e um armazém, num projecto conjunto para o qual vamos pedir um empréstimo e que esperamos ter pronto no próximo ano».

José Amaro pediu ao Presidente da Câmara que «crie urgentemente condições aos jovens da nossa terra para que eles fiquem por cá pois só assim teremos uma base para os recrutar» e a revisão «do Regulamento de Concessão de Regalias já existente mas ultrapassado à realidade de hoje». Com um parque automóvel bem servido e instalações requalificadas, José Amaro sonha com uma viatura para combate de incêndios urbanos. Um sonho “caro” mas que a Direcção se compromete a realizar se «houver uma candidatura que permita a sua aquisição».

José Amaro lançou ainda o repto ao Vice-Presidente da Federação, Hercílio Campos, «para que junto da Liga e estes junto do poder Central arranjem soluções para que estes homens e mulheres sejam contemplados com algo de útil, palpável e principalmente visível, que não passem de promessas e assim ver compensado todo o seu voluntariado que durante vinte e quatro horas por dia, trezentos e sessenta e cinco dias por ano se dedicam ao serviço do país», referindo-se à criação do Estatuto Social dos Bombeiros.

PUBLICIDADE

Com 70 elementos a seu cargo, José Amaro revela que o seu principal adversário chama-se emigração: «saem todos os anos 5/6 bombeiros que vão para fora à procura de melhores condições de vida e é-nos muito difícil compensar a sua ausência». Daí o apelo à revisão do Regulamento e à criação de medidas que criem emprego e fixem jovens».

Manuel Tibo

O Presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros de Terras de Bouro e também Presidente da Câmara começou por lembrar Gil Mendes e Carlos Pereira dois elementos que pertenciam aos órgãos sociais mas, entretanto, desaparecidos. «O meu principal objectivo é criar todas as condições para o corpo de comando e corpo activo puderem desenvolver a sua actividade com qualidade e eficácia». Para Manuel Tibo «o que o move é a causa dos bombeiros, serei o mesmo e continuarei a estar sempre ao vosso lado».

O anterior Comandante, José Dias, foi homenageado pela Direcção, recebendo uma lembrança pela «sua dedicação, abnegação e serviço à causa dos bombeiros e dos terrabourenses».

Reportagem completa na edição de Julho do Jornal O Amarense