TERRAS DE BOURO

TERRAS DE BOURO -
“Lindo Linho 2022” desfilou com “Ousadia” na apresentação da nova linha

Share on facebook
Share on twitter
Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O espaço envolvente entre o Museu da Geira e o Museu Etnográfico de Vilarinho da Furna acolheu, na tarde deste sábado, o lançamento da nova coleção da marca “Lindo Linho”, desta feita a segunda desde a fundação da marca. Depois da apresentação da linha de 2022 foi tempo de dar lugar ao desfile e assim conhecer os vários coordenados – feitos com linho artesanal – através da “passerelle”. As criações resultaram de uma parceria com a Escola de Moda do Porto e a organização da iniciativa coube à “AFURNA” – Associação dos Antigos Habitantes de Vilarinho da Furna, em colaboração com o Município de Terras de Bouro.

A conferência de apresentação da nova linha – que antecedeu o desfile – contou com a presença de Ana Genoveva Araújo, vereadora do Município de Terras de Bouro; Manuel Antunes, da “AFURNA”; Luciana Castelli, da OMNI; Helena Gomes, da EDP e ainda Bruno Tavares, em representação da Escola de Moda do Porto.

«ENCONTRO DE SINERGIAS E COOPERAÇÃO»

PUBLICIDADE

No uso da palavra, a vereadora da Cultura do Município de Terras de Bouro destacou a importância do projecto para o Concelho e o papel da autarquia no apoio ao mesmo, enaltecendo também a carga histórica da tradição do Linho.

«Estes projectos precisam de apoio. É com este encontro de sinergias e cooperação entre todos que se consegue um trabalho de excelência», notou Ana Genoveva Araújo.

«LANÇO O DESAFIO PARA QUE OS ALUNOS APAREÇAM»

Já Manuel Antunes, em representação da “AFURNA”, abordou o tema em torno do processo de criação e trabalho do linho artesanal e lançou o apelo àqueles que pretendam aprender mais sobre esta tradição.

«Hoje em dia, uma das dificuldades que temos é encontrar gente que saiba tecer, pois perdeu-se essa tradição. Lanço o desafio para que os alunos apareçam para aprender», disse.

Antes de concluir, Manuel Antunes entregou ainda um diploma/prémio ao representante da Escola de Moda do Porto pelos trabalhos desenvolvidos e o seu envolvimentos na criação da nova coleção (“Lindo Linho 2022”).

«PROJECTO INTEGRADOR»

Seguiu-se Bruno Tavares, em representação da Escola de Moda do Porto, que reforçou a importância de participar neste tipo de projectos.

«Isto prepara-nos para o mercado de trabalho e esperamos colaborar mais neste tipo de projectos. É um projecto integrador, no qual tivemos oportunidade de unir os três cursos da escola».

«TRABALHO EXCELENTE»

Também Helena Gomes, que esteve a representar a EDP, explicou o enquadramento e papel da empresa em todo o processo do projecto de recuperação do linho artesanal – o qual foi um dos vencedores do programa da EDP “Tradições”, de apoio às tradições da cultura popular portuguesa que permite a recuperação de práticas ancestrais que estejam em desaparecimento.

«Concorreram 82 projectos de todo o País e este foi um dos nove vencedores», esclareceu, frisando, «fizeram um trabalho excelente».

LINHA “OUSADIA”

Por último, usou da palavra Luciana Castelli, da OMNI, que começou por enquadrar a nova linha da marca “Lindo Linho”.

«O que vamos apresentar retrata a requalificação do linho artesanal e podemos reunir este processo numa palavra só: Inovação. Inovar é a coragem de fazer diferente, quebrar paradigmas e criar. Essa busca implica sair da zona de conforto, abandonando caminhos que são seguros e indo em contramão do senso comum», apontou. 

A colecção, intitulada “Ousadia”, ganhou nome pelo «nível maior de demonstração de personalidade e coragem», em que assenta.

«As peças mostram que o imperfeito se pode tornar perfeito. A coleção mostra que o menos é mais e que o “Lindo Linho” pode ser chique, ousado e jovem», revelou.

Quanto às “bio jóias”, Luciana Castelli denotou que a coleção foi «buscar inspiração à rota do ouro, lançando assim uma linha de bio pecas, peças essas ousadas e únicas», afirmou.

Face ao “ponto alto” da produção de moda, o coordenado da “Noiva”, Luciana Castelli destacou novamente a presença da «ousadia» no coordendo, o qual classificou de «exótico e puro».

DESFILE

Pela passerelle desfilaram um total de sete coordenados de três grupos – compostos por alunos, modelos, designer e modelista – dos três diferentes cursos da Escola de Moda do Porto. No final, tempo ainda para contemplar o coordenado da “Noiva”, que à semelhança dos anteriores arrancou imensos aplausos da plateia que acorreu ao Museu da Geira.

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS