Henedina Antunes, Gastroenterologista Pediátrica do Hospital de Braga -

Henedina Antunes, Gastroenterologista Pediátrica do Hospital de Braga - -
Médica do Hospital de Braga integra grupo europeu sobre Doença Celíaca

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Henedina Antunes, Gastroenterologista Pediátrica do Hospital de Braga, é a primeira portuguesa nomeada pela Sociedade Europeia de Gastrenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica (ESPGHAN) como membro do Grupo de Trabalho Sobre Doença Celíaca. Esta nomeação – diz o Hospital – “é o reconhecimento do trabalho que tem desenvolvido na área da doença celíaca em Portugal”.

Com o objetivo de promover a saúde gastrointestinal e o bem-estar das crianças, a ESPGHAN criou grupos de trabalho constituídos por especialistas europeus das áreas de Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica. Henedina Antunes é a representante portuguesa no Grupo Sobre Doença Celíaca, que serve para fomentar o intercâmbio de informação científica, o desenvolvimento de investigações e a promoção de formações relacionadas com a doença.

DIAGNÓSTICO PRECOCE

PUBLICIDADE

A especialista já promoveu a tradução para português de um manifesto sobre doença celíaca pediátrica, elaborado pela ESPGHAN. O objetivo é que a informação seja divulgada pelo maior número de pessoas de forma a explicar em que consiste a doença celíaca e, consequentemente, contribuir para o seu diagnóstico precoce de forma a prevenir  complicações.

A ESPGHAN alerta para o facto de, na Europa, 80% dos casos em crianças ainda não estarem diagnosticados. Já em Braga, por cada criança diagnosticada existe uma que desconhece ter doença celíaca, de acordo com um estudo recente coordenado por Henedina Antunes, e desenvolvido por Daniela Araújo, no âmbito de um mestrado integrado em Medicina.

Recentemente a ESPGHAN distinguiu, também, a equipa de Gastrenterologia, Hepatologia e Nutrição do Serviço de Pediatria do Hospital no seu 51º Encontro Anual que decorreu em Genebra, Suíça.

Alunos de Medicina, Médicos, Internos de Pediatria, Pediatras e Gastroenterologistas Pediátricos do Hospital apresentaram 11 trabalhos neste congresso europeu. Com esta participação, a equipa recebeu 10 mil euros de bolsas (grants) e viu premiado um dos trabalhos como  «poster of distinction».

A DOENÇA

A doença celíaca pode ocorrer em qualquer idade e caracteriza-se pela intolerância crónica ao glúten, contido no trigo, cevada e centeio. Quando um (a) celíaco (a) ingere glúten, o seu sistema imune reage danificando a mucosa do intestino.


Luís Moreira (CP 8078)

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS