PENEDA-GERÊS -
Meia centena de agentes florestais integrado nos quadros do ICNF

Um total de 50 elementos do Corpo Nacional de Agentes Florestais (CNAF), que presta serviço no Parque Nacional da Peneda-Gerês, foi integrado nos quadros do ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

A formalização da contratação dos 50 elementos aconteceu esta sexta-feira, durante a sessão de apresentação dos novos investimentos e reforço de meios humanos no PNPG, realizada na Vila do Gerês.

PUBLICIDADE

Na ocasião, o Ministro do Ambiente e da Acção Climática, João Pedro Matos Fernandes, destacou o «trabalho extraordinário» desempenhado pelo Corpo Nacional de Agentes Florestais nos últimos anos, depois de em 2016 ter ficado «muito evidente» que o Parque Nacional «estava despido de recursos humanos».

O Governo avançou então com a colocação de 50 agentes florestais no território, o que, segundo o Ministro, teve «muitas vantagens» e ajudou a construir um PNPG «mais bonito, mais biodiverso e mais atento ao fogo».

«O trabalho destes agentes florestais foi de tal forma meritório que passámos de 7.700 hectares de área ardida para um valor entre os 200 e 300 hectares», explicou, destacando a importância da «presença continuada no PNPG durante todo o ano».

«Agora passam a ser funcionários do Estado e criar 50 empregos estáveis em territórios de baixa densidade é, de facto, uma coisa invulgar», enfatizou.