JUSTIÇA -
MP acusa dois homens e uma mulher de cinco roubos e um furto no Minho. Assaltaram cabeleireiro em Amares

O Ministério Público acusou dois homens e uma mulher por roubos num centro de estética em Famalicão, num posto de abastecimento de combustíveis na Póvoa de Lanhoso e num cabeleireiro em Amares, anunciou esta sexta-feira a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Em nota publicada na sua página, a procuradoria refere que o Ministério Público (MP) considera indiciado que os arguidos assaltaram, em conjugação de esforços, quatro pessoas que se encontravam num centro de estética em Vila Nova de Famalicão.

PUBLICIDADE

Segundo a acusação, a mulher ficou no exterior a vigiar enquanto os homens se dirigiram ao interior do estabelecimento e, sob ameaça de faca, apropriaram-se dos haveres das referidas pessoas, entre os quais dinheiro, telemóveis e um computador.

Os arguidos homens são ainda suspeitos do assalto, em 27 de Setembro de 2019, a um posto de combustível na Póvoa de Lanhoso, retirando ao respectivo funcionário, sob ameaça de faca, 580 euros.

Aos três arguidos, está ainda imputado um assalto a estabelecimento de cabeleireiro, no dia 15 de Outubro de 2019, em Amares.

Os arguidos homens respondem por cinco crimes de roubo qualificado e um crime de furto qualificado, enquanto a mulher está acusada da prática de quatro crimes de roubo qualificado e de um crime de furto qualificado.