JUSTIÇA -
MP acusa presidente de freguesia de Vizela de participação económica em negócio

O Ministério Público da Procuradoria da República de Braga deduziu acusação contra o presidente de uma junta de freguesia do município de Vizela, no ano de 2018, arguido imputando-lhe a prática de um crime de participação económica em negócio. O autarca foi eleito pelo movimento dos independentes.

A Procuradoria Distrital do Porto anuncia, esta quinta-feira, no seu site na internet que, o Ministério Público indiciou que o arguido, actuando como autarca, adjudicou por ajuste directo uma obra de demolição a uma sociedade, pelo preço de 9. 500 euros. Ora – sustenta – o autarca sabia que, para levar a cabo essa obra, a empresa adjudicatária teria de contratar o aluguer de uma máquina e de um camião pertença de uma outra sociedade de que ele, arguido, era único sócio e legal representante, como veio a suceder pelo valor de dois mil euros.