REGIÃO -
Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo mostra tradição da Senhora da Agonia com tapete florido de 12 metros

Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo mostra tradição da Senhora da Agonia com tapete florido de 12 metros de Artes Decorativas expõe “Tapete da Ribeira” com 12 metros.

O pátio interior do Museu de Artes Decorativas de Viana do Castelo tem exposto, até ao final do mês de Agosto, um tapete florido da Ribeira, tradição da Romaria em Honra de Nossa Senhora da Agonia.

PUBLICIDADE

O tapete com 12 metros de comprimento por 2,5 metros de largura, conta com aproximadamente 500 quilos de sal colorido a anilina e 50 quilos de ramos verdes.

O tapete foi elaborado de acordo com a técnica que é usada tradicionalmente nas ruas da Ribeira, com motivos alusivos ao museu mais antigo da cidade, que abriu as portas ao público no dia 17 de Agosto de 1923.

O Museu, que assinala este mês 97 anos de existência, presta assim homenagem à rainha das romarias. Os desenhos do tapete foram elaborados a partir da estilização da fachada do museu e de peças da antiga louça de Viana, aplicados a partir de moldes previamente definidos.

A actividade contou com a participação de moradores da Ribeira e de alguns alunos que integram as Actividades de Tempos Livres promovidas pela Câmara Municipal e teve a colaboração da Junta de Freguesia de Monserrate.

A iniciativa pretende mostrar aos muitos forasteiros que visitam a cidade e o Museu de Artes Decorativas a forma como as gentes da Ribeira decoram as ruas do seu bairro para receber a sua Padroeira, Nossa Senhora da Agonia, na Procissão ao Mar que se realiza habitualmente no dia 20 de Agosto, mas que este ano foi cancelada devido à pandemia.

O tapete pode ser visitado de terça-feira a domingo, no Museu de Artes Decorativas, das 10h00 às 18h00.

Foto: Rádio Geice