BRAGA -
Nó de Infias está a ser alvo de intervenções «cirúrgicas de melhoria»

Está já a decorrer a primeira fase das obras de requalificação do Nó de Infias. Embora a intervenção de fundo esteja «perspectivada para 2021», foram iniciadas intervenções cirúrgicas para «minorar, a curto prazo, os impactos dos fluxos de tráfego registados no local». Prevê-se que as intervenções, efectuadas em articulação entre a Infraestruturas de Portugal, o Município e a Junta de Freguesia de S. Vicente, estejam «concluídas no final deste mês», refere o Município em nota enviada.

Com vista a «mitigar os problemas de congestionamento de tráfego automóvel e pedonal», promoveu-se, de imediato, a implementação de medidas de melhoria para o tráfego de saída da cidade, acrescentando mais uma via desde o entroncamento da EN 101 com a Rua Américo Rodrigues Barbosa e o Nó de Infias». 

«Para o “modo” pedonal, dotou-se o troço entre a rotunda de Infias e o Nó de Infias com um passeio do lado Nascente, garantindo a ligação de forma mais directa da Rua Américo Rodrigues Barbosa à paragem de autocarro existente na EN101 e à Rotunda de Infias», explicam.

PUBLICIDADE

Neste âmbito, também o triângulo existente no início da rua Américo Rodrigues Barbosa será «reformulado» por forma a «articular-se correctamente com a travessia pedonal». A intervenção contempla, igualmente, a «relocalização da travessia pedonal ligeiramente para Sul, tornando-a mais segura e ligando o novo passeio à Urbanização da Quinta da Fonte e, por extensão, à restante infraestrutura pedonal da cidade».

REDESENHADAS AS VIAS DE TRÂNSITO PRA QUE PASSEM A TER FUNÇÕES DIFERENTES

Em simultâneo, na “rotunda” que se desenvolve nos dois viadutos que atravessam a Circular Urbana, serão redesenhadas as vias de trânsito para que passem a ter funções diferentes. Actualmente, as duas vias podem ser utilizadas pelos veículos que pretendam continuar no nó. Após a intervenção, a via da direita passa a destinar-se apenas a quem pretende abandonar o nó em direcção ao Centro da Cidade e apenas a via da esquerda permite continuar e alcançar a saída do Nó para Nascente. Assim, esta medida contribui para o objectivo de escoar o trânsito que provém do centro da cidade.

Além disso, será encerrado o acesso a partir do Nó de Infias à Rua António Marinho, o que impede que esta rua deixe de servir como alternativa à Rotunda de Infias, assegurando a sua função local de interior de quarteirão, em detrimento da função de atravessamento que tem assumido.