TERRAS DE BOURO - “Nomadismo da Alma”, de António Cunha, foi apresentado esta tarde no Museu da Geira

TERRAS DE BOURO -
“Nomadismo da Alma”, de António Cunha, foi apresentado esta tarde no Museu da Geira

O fotógrafo António Cunha apresentou, este domingo, no âmbito das comemorações do Dia do Município de Terras de Bouro, o livro “Nomadismo da Alma”, um livro de fotografia de Natureza, com incidência na região do Parque Nacional da Peneda-Gerês.

A apresentação teve lugar no Museu da Geira, em Campo do Gerês, e esteve a cargo do professor Manuel Adelino Cracel Viana.

No lançamento, Manuel Viana destacou do autor «o amor pela terra, o sentido estético, a preocupação social e cultural e um homem com um sentido de humor requintado».

PUBLICIDADE

Já quanto à obra, apontou que esta «possui grande capacidade para ter várias leituras» e se reveste de um título de «expressivo significado».

NOMADISMO DA ALMA”

O livro “Nomadismo da Alma” – com título extraído do “Diário VIII”, de Miguel Torga – trata-se de um livro de fotografia de Natureza, com incidência na região do Parque Nacional da Peneda-Gerês, composto por 142 fotografias da autoria de António Cunha, obtidas ao longo de uma década, e 43 textos/poesias de mais sete autores, também eles “amantes desta região”.

ANTÓNIO CUNHA

António Cunha nasceu em Terras de Bouro em 1968 e é Mestre em Ensino de Informática e Pós-graduado em Tecnologias de Informação e Comunicação, especialização em Multimédia.

É docente da escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) há mais de 20 anos e um apaixonado pela Natureza e pelas caminhadas.

O facto de viver perto do coração do Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG) desenvolveu-lhe a paixão pela fotografia.

«Da conjugação destas duas paixões – natureza e fotografia – resulta um trabalho de registo e de divulgação das belezas naturais do único Parque Nacional existente em Portugal», pode ler-se relativamente ao autor na obra agora lançada.