BRAGA - Novos arrendamentos de casa aumentaram 16,4 % nos últimos 6 meses em Braga

BRAGA -
Novos arrendamentos de casa aumentaram 16,4 % nos últimos 6 meses em Braga

No 1.º semestre de 2019, Braga registou, entre os municípios com mais de 100 mil habitantes, um aumento das rendas da habitação em novos contratos de 16,4% em comparação com o mesmo período de 2018, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O valor mediano das rendas de habitação estabelecidas nos novos contratos de arrendamento celebrados no primeiro semestre deste ano registou uma taxa de variação homóloga de +9,2%, fixando-se em cinco euros por metro quadrado, revelou esta quinta-feira o INE. Ou seja, 500 euros de renda, em média, por uma habitação com 100 m2 (5 euros/m2).

No período em análise, Vila Nova de Famalicão, Barcelos e Leiria foram os únicos municípios com mais de 100 mil habitantes a registar rendas da habitação em novos contratos de arrendamento e taxas de variação face ao período homólogo inferiores (+92,2%) aos verificados em Portugal.

PUBLICIDADE

Lisboa apresenta o valor da renda mais elevado do país (11,71 €/m2), seguindo-se Cascais (10,23 euros/m2), Oeiras (9,75 euros/ m 2 ) e só depois o Porto (8,33 euros/m 2 ).

O INE analisou 71 369 novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares fechados no primeiro semestre deste ano.