BRAGA – Pedra do Circo Máximo de Roma doada a Braga já está no Museu D. Diogo de Sousa

BRAGA –
Pedra do Circo Máximo de Roma doada a Braga já está no Museu D. Diogo de Sousa

Um fragmento do Circo Máximo de Roma, que foi doado pelo município de Roma ao município de Braga aquando da inauguração em 1950 do Estádio 1.º de Maio, que à data era designado Estádio 28 de Maio em 1950, está desde este sábado, depositado no átrio do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, onde pode ser apreciado pelos visitantes.

Para que a deposição deste fragmento pétreo no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa pudesse ter lugar foi necessário um protocolo assinado pelo presidente da Câmara de Braga e pelo director regional da Cultura do Norte, António Ponte.

PUBLICIDADE

“Esta pedra é um marco que simboliza a relação histórica entre Roma e Braga, que nós perpetuamos também com a Braga Romana – que não é apenas um evento, mas um compromisso de valorização deste importante legado que nos foi deixado e que nós integramos nas nossas actividades, na ligação às escolas, aos agentes culturais e aos espaços museológicos, que evocam esse mesmo legado”, sublinhou Ricardo Rio, presidente da Câmara, na cerimónia de deposição do fragmento no Museu D. Diogo de Sousa.