CRIME (Aqui perto)

CRIME (Aqui perto) -
Português entre os 10 criminosos mais procurados em Espanha

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

As autoridades espanholas lançaram uma campanha para localizar os 10 criminosos mais procurados, a nível nacional e internacional, que possam estar escondidos em Espanha.

Na lista, que inclui assassinos, violadores, pedófilos e traficantes de droga, está um português. Alberto Severo de Sousa Madureira, de 53 anos, é suspeito de ter matado Jordi Diáz, com quem teria uma relação amorosa, em Sant Sadurní d’Anoia, Barcelona, em Março do ano passado.

De acordo com a Polícia Nacional do país vizinho, o português é um “homem de constituição magra, pele branca, cabelos e olhos castanhos”. “Um especialista em escapar e passar despercebido”, descreve a força de segurança

Apesar das autoridades não terem a certeza do paradeiro de Alberto, que tem um mandado de prisão emitido em seu nome pelo tribunal de Vilafranca del Penedès desde Março de 2023, desconfiam que este possa permanecer escondido em Espanha, segundo o jornal Crónica Global.

No dia 2 de Março de 2023, o corpo de Jordi, que era farmacêutico, foi encontrado por um amigo, que tentava insistentemente entrar em contacto com ele, sem sucesso, no apartamento que dividia com o suspeito.

O cadáver tinha sinais de violência e estava rígido e frio. Os investigadores acreditam que o suspeito tenha ligado o ar condicionado do apartamento no máximo para evitar que o corpo se começasse a deteriorar e a cheirar mal. Porém, Jordi já estaria morto há pelo menos três dias.

E de Alberto, que se tornou entretanto o principal suspeito do homicídio, nem sombras.

Um ano e quatro meses após o assassinato, o nome do suposto homicida aparece entre os 10 criminosos mais procurados de Espanha. Em comunicado divulgado hoje, a Polícia Nacional espanhola pede ajuda aos cidadãos para encontrar o suposto assassino.

[email protected]

 

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS