COMBUSTÍVEISPreço “anormal” do gasóleo pode levar à greve

COMBUSTÍVEIS
Preço “anormal” do gasóleo pode levar à greve

A Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (Antram) fez um ultimato ao Governo, depois de apresentar algumas propostas ao secretário de Estado das Infra-estruturas.

Aquela associação espera que o executivo dê resposta às suas reivindicações, onde se inclui a redução do preço dos combustíveis.

Em declarações à TSF, o presidente da Antram, Gustavo Duarte, garantiu que, se dentro de quatro dias não houver resposta, os associados vão decidir se avançam para uma greve.

PUBLICIDADE

«Para adoptarmos outra postura, estes males têm de ser todos ultrapassados e temos de encontrar soluções para o problema que está em cima da mesa, o custo anormal do preço dos combustíveis», admitiu Gustavo Duarte.

O presidente da Antram garantiu, ainda assim, que a associação dá prioridade à via negocial e acredita na vontade do Governo.

Em protesto esta segunda-feira, os camionistas reclamam a regulamentação do sector, a criação de uma Secretaria de Estado dedicada exclusivamente aos Transportes, a obrigatoriedade de pagamento no período máximo de 30 dias e a criação de um mecanismo para que a inflação também seja reflectida no sector dos transportes.