AMARES -
Produtores amarenses já venderam 234 cabazes através da plataforma digital

Um mês após ter sido lançada pelo Município de Amares, a plataforma “Sabores da Nossa Terra” permitiu que os produtores tenham vendido 234 cabazes, anunciou esta terça-feira a autarquia.

Em comunicado, a Câmara refere que grande parte das vendas foi feita a consumidores do concelho de Amares (90%), mas também a consumidores de concelhos vizinhos como Braga e Terras de Bouro (10%).

PUBLICIDADE

Esta foi uma plataforma lançada com o intuito de ajudar os produtores locais a escoarem os seus produtores e, simultaneamente, permitir aos consumidores adquirirem cabazes de produtos locais, limitando o contacto social, nesta fase de combate e prevenção Covid- 19.

«O balanço é muito positivo», assinala a Câmara.

A plataforma contou com a envolvência de 10 produtores amarenses, que disponibilizaram aos consumidores 21 cabazes diferentes, compostos por hortícolas, frutas da época, compotas, ovos e mel, com valores a variar entre os cinco e 15 euros, por cabaz.

«Esta foi uma plataforma que surgiu em boa hora face ao contexto que enfrentamos porque nos tem permitido escoar os nossos produtos da terra, o que de outra forma seria muito mais difícil, dado às circunstâncias que actualmente temos vivido. O melhor de tudo é que não há desperdício, ou seja, as encomendas são feitas previamente e nós preparamos os cabazes em função disso», refere Eusébia Sousa, uma das produtoras locais que aderiram a esta iniciativa, citada no comunicado.

Com o mote “Directamente da horta para a sua mesa. Ajude os nossos produtores”, a plataforma digital “Sabores da Nossa Terra” foi lançada pelo Município de Amares, com a parceria com a União de Freguesia de Amares e Figueiredo e a Amarcitrus – Associação de Produtores.

Os cabazes semanais disponibilizados pelos produtores são apresentados online todos os sábados através da plataforma digital (AQUI), podendo ser encomendados até à quinta-feira, às 17h30.

A entrega é feita ao sábado de manhã (com excepção deste fim-de-semana, que não há entrega de cabazes) no Largo D. Gualdim País, em Amares.