VALE DO HOMEM

VALE DO HOMEM -
“Projeto TREVO” do Centro Social do Vale do Homem (CSVH) recebe Menção Honrosa e Prémio

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O projeto “TREVO – Tratar, Revitalizar, Empoderar & Viver Origens” do CSVH foi distinguido com uma Menção Honrosa e Prémio no valor de 2.500€, na 12 ª edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto, iniciativa da MSD Portugal.

A iniciativa distingue projetos sociais e inovadores que trabalham, de facto, a responsabilidade social.

O projeto TREVO tem como principal foco o apoio a idosos e pessoas socialmente vulneráveis (pessoas com deficiência e incapacidade, risco de pobreza e isolamento, exclusão social), tendo sido financiado pelo parceiro ATAHCA – PDR2030 e premiado pelo BPI RURAL/Fundação La Caixa 2021.

A menção honrosa e prémio foram entregues pelo Diretor-Geral da MSD, Vítor Virgínia, numa cerimónia que ocorreu esta terça-feira, no Palácio Fronteira, Lisboa, com encerramento do evento pela Ministra da Saúde, Ana Paula Martins.

O júri deste prémios é presidido por Maria de Belém Roseira.

PROJECTO TREVO

«Esta menção honrosa enche-nos de orgulho, bem como o prémio atribuído a este projeto que ajuda sempre no desenvolvimento do mesmo», sublinha Jorge Pereira, Presidente do CSVH. Desta, ainda, «um projeto diferenciador na área da agropecuária, que alia a sustentabilidade ambiental à estimulação sensorial dos utentes do CSVH, e, que ainda verte a sua intervenção na integração socioprofissional de pessoas com deficiência. É um projeto que agrega em si os diferentes objetivos de desenvolvimento sustentável preconizados pela ONU».

O projeto assenta numa política da economia circular, gera impacto ao nível da sustentabilidade ambiental pelo facto de ser aplicado no modelo circular da agropecuária,que resulta do paradigma da sustentabilidade económica e ambiental.

Tem influência na economia do CSVH, «porque permite a produção de bens alimentares que serão consumidos pela instituição e, consequente, redução na faturação de produtos hortícolas, promovendo uma alimentação saudável e biológica».

O CSVH prevê que este projeto tenha impacto a nível social «proporcionando um envelhecimento positivo, bem como a capacitação e integração das pessoas de grupos vulneráveis da comunidade e a criação de um espaço agrícola que fomentará a produção alimentar reduzindo a escassez de bens essenciais para as famílias carenciadas».

A menção honrosa e prémio foram entregues pelo Diretor-Geral da MSD, Vítor Virgínia, numa cerimónia que ocorreu esta terça-feira, no Palácio Fronteira, Lisboa, com encerramento do evento pela Ministra da Saúde, Ana Paula Martins.

O júri deste prémios é presidido por Maria de Belém Roseira.

[email protected]

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS