REGIÃO -
Quinta do Soalheiro lança garrafa “mais amiga do ambiente”

A Quinta do Soalheiro, pioneira na criação do vinho Alvarinho em Melgaço, lançou a nova colheita do clássico Alvarinho num novo formato de garrafa “mais amiga do ambiente”, com menos 19% de vidro, avança a Alto Minho TV.

A marca, em declarações à estação de televisão, a garrafa “não só reduz a pegada carbónica do seu transporte como se torna mais prática para guardar na prateleira ou no frigorífico”, tratando-se da mais recente inovação do produtor, empenhado em estender a estratégia de sustentabilidade a 90% dos vinhos.

“As tradicionais garrafas altas e esguias ganham um formato mais sustentável, o que permite reduzir as emissões de carbono utilizadas na sua produção e transporte”, afirma a marca. E porque a produção passou a ser feita em Portugal, “há também uma importante redução de quase 8,5 vezes no impacto no transporte das garrafas até à adega, que antes provinham do centro da Europa”.

PUBLICIDADE

“Até ao final de 2021, cerca de 90% das garrafas Soalheiro irão adoptar este novo formato, que permitirá uma poupança estimada de 56 toneladas de vidro ao ano”, estima o produtor.

Segundo o Soalheiro, as embalagens também foram repensadas para reduzir 39% do consumo de cartão, oriundo de florestas geridas de modo responsável (certificado FSC). Com capacidade para seis garrafas, a nova caixa pode também ser reutilizada como garrafeira.

 Depois de aberta, pode ser guardada em pé, por quem pretende beber o vinho ainda jovem, ou deitada, posição ideal para que o vinho possa evoluir em garrafa.