AMARES -
Resíduos de construção, mobília e latas de tinta. Contentores de Lago atulhados com lixo

Vários contentores e ecopontos situados Avenida da Ribeira, Avenida Entre Cávado e Homem e Avenida de Pontezinhas, em Lago, encontravam-se esta segunda-feira atulhados de lixo.

A denúncia foi feita pelo activista ambiental bracarense Carlos Dobreira, que diz ter ficado «sem palavras com a imundície e a deposição de resíduos observadas em contentores e em ecopontos, assim como os cheiros nauseabundos daí resultantes» nesses pontos da freguesia.

PUBLICIDADE

«Eis o que foi possível observar em redor dos contentores e dos ecopontos: estilhaços de garrafas de vidro, fitas de K7, resíduos de construção e demolição, mobílias, tubos de plástico, sacos com bens alimentares, garrafas de vidro, milhares de beatas de cigarro, metais, contraplacado, sacos com plásticos, caricas, cápsulas de café, esferovite, latas de tinta, tubos galvanizados, areia, brinquedos, caixas de cartão, garrafões de plástico, tijolos, roupas, cadeiras, entre outras», refere.