BRAGA -
Rio nega que obras no Parque da Cidade sejam para comício da Juntos por Braga e aponta dedo ao PS, “versão B do Chega”

A Câmara de Braga nega qualquer relação entre os trabalhos a decorrer no Parque Norte da Cidade, em Real, e o comício da coligação Juntos por Braga – que lidera a autarquia – agendado para esta quinta-feira, com a participação da banda D.A.M.A.. Ricardo Rio acusa a campanha do PS que compara a uma “versão B do Chega”.  Jenny Santos, do partido de André Ventura, também já reagiu.

Em causa está uma publicação no Facebook de um assessor da candidatura de Hugo Pires, candidato socialista à Câmara, que além da fotografia de obras no local, inclui um vídeo onde são visíveis viaturas com o logotipo do município em trabalhos no local.

Em esclarecimento enviado à comunicação social, o município presidido pelo social-democrata Ricardo Rio, da coligação PSD/CDS/PPM/Aliança, reagiu afirmando que aqueles trabalhos cujas imagens ilustram post no Facebook de João Paulo Mesquita, associando-os à realização do comício da candidatura, dizem respeito ao projecto de requalificação do Parque.

PUBLICIDADE

“DISPARATE”

A autarquia não perdeu tempo e acusou os “autores das publicações” de “tentativa de manipulação de imagens divulgadas nas redes sociais”, referindo que aqueles trabalhos em curso começaram “há várias semanas”.

Já em declarações à Rádio Universitária do Minho (RUM), Ricardo Rio sugere que a campanha socialista é uma “versão B do Chega”.

Rio diz que a associação entre a obra em curso e o comício da Juntos por Braga “é completamente disparatada”, reafirmando  a limpeza do terreno do Parque “já tinha sido feita há vários dias, numa altura em que o comício nem sequer estava marcado”

“É mais uma das campanhas negras que a versão B do Chega tem desenvolvido durante esta campanha”, afirma aos microfones da RUM.

Eugénia Santos, n.º 1 do Chega à Câmara, não perdeu tempo em responder. 

“Volto a repetir que NÃO HÁ COLIGAÇÃO!!!”, escreve no Facebook, e, dirigindo-se a Ricardo Rio, remata: “Não precisa de estar sempre a falar em nós!!!”.

“POUCO SÉRIO”

No esclarecimento autarquia lê-se que o projecto da intervenção, “que se enquadra a valorização dos respectivos espaços verdes”, foi elaborado “há vários meses pelos serviços municipais” e apresentando “anteriormente”, à Junta da União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe e aos moradores, em sessão pública no passado dia 6 de Junho, na sede da Junta.

Nessa ocasião, foi assumido pelos responsáveis municipais que a concretização do mesmo teria lugar a muito breve trecho, como veio efectivamente a verificar-se”, realça o comunicado, acrescentando que os trabalhos “iniciaram-se já há várias semanas, de acordo com o planeamento efectuado pelos serviços municipais”.

A Câmara sublinha que “é totalmente alheia à escolha deste local para acções de campanha ou à organização de qualquer evento político”, como “já ocorreu em menor escala por parte de várias candidaturas, cabendo-lhe apenas nestas circunstâncias e tal como tem sucedido em diversos outros locais, registar a ocupação do espaço público e informar as forças de segurança”.

“A esta luz, é não só infundado, como pouco sério procurar fazer qualquer aproveitamento político dos trabalhos municipais em curso”, remata.