ÚLTIMA HORA: Terminou a greve dos motoristas de matérias perigosas

ÚLTIMA HORA:
Terminou a greve dos motoristas de matérias perigosas

A greve dos motoristas de matérias perigosas terminou, após acordo entre representantes dos motoristas e dos transportadores. Uma greve que ameaçava deixar os postos sem combustível e parar o país.

«Há um processo de reorganização que vai demorar algum tempo até que a normalidade seja reposta, mas vamos começar a sentir os efeitos deste acordo nas próximas horas», disse Pedro Nuno Santos, admitindo que sejam precisos alguns dias para a situação estabilizar.

PUBLICIDADE

«A partir de hoje as pessoas sabem quem são os motoristas de matérias perigosas, pessoas que trabalham 15 horas por dia para que nada falte aos portugueses», disse o presidente do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas, Pedro Pardal Henriques, salientando a importância do Governo como mediador no conflito entre motoristas e associação.

Enquanto a normalidade não se instala, há 310 postos de combustíveis de abastecimento prioritário, em que se podem fazer abastecimentos até um máximo de 15 litros.

[email protected]