BRAGA - Theatro Circo organiza vigília em homenagem a Gabriela, vítima de violência doméstica

BRAGA -
Theatro Circo organiza vigília em homenagem a Gabriela, vítima de violência doméstica

O Theatro Circo emitiu, esta quinta-feira, um comunicado na sequência da morte de uma das suas colaboradoras, Gabriela Monteiro, vítima de violência doméstica.  A vítima, de 46 anos, morreu à porta de casa, perto do Tribunal de Braga, depois de ter sido esfaqueada com “dez golpes” pelo companheiro, Paulo Fernandes, de 48 anos, que se entregou na esquadra da PSP e confessou as agressões.

Para homenagear a vítima, o Theatro Circo encontra-se encerrado durante o dia de hoje e a Companhia de Teatro de Braga, também em solidariedade, cancelou o espectáculo agendado para as 21:30, hora em que será realizada uma vigília em memória de vítima, em frente ao edifício.

«Convidamos a cidade a juntar-se a nós, vestindo de branco e trazendo consigo uma flor», pode ler-se em nota enviada.

PUBLICIDADE

No mesmo comunicado, a administração do Theatro Circo destaca «a profunda bondade, a simpatia e o sorriso fácil, a prontidão em ajudar em todas as situações, mesmo em momentos de adversidade», da ex-colaboradora e repudia «profundamente este ato».