AUTOMOBILISMO - Thierry Neuville entre os “mundiais” e Ricardo Teodósio entre a prata da casa deram o mote

AUTOMOBILISMO -
Thierry Neuville entre os “mundiais” e Ricardo Teodósio entre a prata da casa deram o mote

O Vodafone Rally de Portugal teve hoje durante o período da manhã em Baltar, o Shakedown, para os pilotos fazerem os derradeiros testes e afinações nas suas viaturas de modo saírem amanhã para a estrada nas condições ideais para a disputa do rali que vai durar até domingo.

O belga Thierry Neuville (Hyundai) revelou-se o mais rápido, ainda que por uma margem bastante curta, face aos seus rivais.

O piloto da Hyundai, vencedor da edição anterior deste Rally organizado pelo Automóvel Club de Portugal, conseguiu o melhor tempo nos 4,6 quilómetros do Shakedown, na região de Paredes, batendo Kris Meeke (Toyota) por 0.1s. Nos cinco primeiros lugares, separados por poucas décimas de segundo, ficaram dois Hyundai e dois Toyota, em perfeito contraste com o modesto desempenho da Citroën. E a prová-lo está o facto de Sebastien Ogier, que chega a Portugal como líder do Campeonato, não ter escapado ao pior tempo entre os 11 pilotos com carros WRC. Claro que esta sessão foi apenas o “aquecimento” para os três dias que aí vêm, porque indicações fiáveis sobre o potencial de cada um, só na manhã de amanhã, sexta-feira, nas classificativas do Centro…

PUBLICIDADE

Quanto aos pilotos portugueses que competem no Campeonato de Portugal de Ralis, Ricardo Teodósio (Skoda), atual líder da competição, conquistou o melhor “crono”, por uma diferença de seis décimas em relação a Armindo Araújo (Hyundai), enquanto Miguel Barbosa (Skoda) somou mais oito que o primeiro. Estes três ficaram separados por menos de um segundo.

Ao fim da tarde em Coimbra, depois da sessão de autógrafos, todo um cerimonial simbólico de início oficial do Vodafone Rally de Portugal, com a honra das primeiras ovações para a equipa portuguesa Pedro Meireles/Mário Castro, em Volkswagen Polo R5, os primeiros a partirem.

Amanhã, as equipas partirão de Coimbra pelas 08.30, para cumprirem as três primeiras secções do Rally, passando por duas vezes pelos míticos troços de Lousã, Góis e Arganil e terminando o dia pelas 19 horas, com a realização da super-especial de Lousada.

Os mais rápidos
1º, Thierry Neuville (Hyundai i20 WRC) 3m02,1s
2º, Kris Meeke (Toyota Yaris WRC) a 0.1s
3º, Teemu Suninen (Ford Fiesta WRC) a 0.4
4º, Ott Tanak (Toyota Yaris WRC) a 0.6
5º, Sebastien Loeb (Hyundai i20 WRC) a 0.6
6º, Dani Sordo (Hyundai i20 WRC) a 0.9
7º, Jari-Matti Latvala (Toyoya Yaris WRC) a 1.1
8º, Esapekka Lappi (Citroen C3 WRC) a 1.3
9º, Elfyn Evans (Ford Fiesta WRC) a 1.7
10º, Gus Greensmith (Ford Fiesta WRC) a 1.7
11º, Sebastien Ogier (Citroen C3 WRC) a 2.4
(…)
27º, Ricardo Teodósio (Skoda Fabia) a 16.1
29º Armindo Araújo (Hyundai i20) a 16.7
30º, Miguel Barbosa (Skoda Fabia) a 16.9
32º José Pedro Fontes (Citroen C3) a 18.0
33º Pedro Meireles (VW Polo) a 19.4
34º Bruno Magalhães (Hyundai i20) a 19.7

 

Carlos Costa (CO-894)