UMINHO -
Universidade do Minho abre as portas em formato online

A Universidade do Minho vai continuar a abrir as suas portas de forma digital, entre esta terça e quarta-feira, dando possibilidade aos estudantes do secundário, encarregados de educação, docentes e orientadores vocacionais para uma interacção directa com a comunidade da academia. A iniciativa, designada “UPA Digital”, decorre sempre das 17h30 às 19h15, com um conjunto de actividades diárias em simultâneo, nos espaços virtuais da plataforma Zoom. 

O acesso é livre, sendo os links disponibilizados em bit.ly/uminhoportasabertas. Professores, investigadores, estudantes, alumni e técnicos da UMinho partilham assim experiências e respondem a dúvidas sobre a realidade académica e os desafios colocados ao longo de cada curso.

È ainda possível explorar planos curriculares, saídas profissionais, bem como conhecer melhor os recursos disponíveis, os laboratórios, as infraestruturas dos campi e o dia-a-dia nas cidades de Braga e Guimarães.

PUBLICIDADE

A “UPA Digital” tem início a cada dia com as boas-vindas do pró-reitor para os Assuntos Estudantis e Inovação Pedagógica, Manuel João Costa, e a mensagem inspiradora de um estudante-atleta, com Diogo Branquinho (Engenharia Têxtil, andebol) a 30 de Junho e Rui Bragança (Medicina, taekwondo) a 1 de Julho.

Depois, basta escolher e entrar nas salas virtuais temáticas ao dispor. A primeira apresenta recursos de apoio disponíveis para os estudantes da UMinho em áreas variadas (por exemplo, desporto, transportes, acção social ou empreendedorismo) pela Associação Académica da UMinho. E na segunda pode esclarecer-se dúvidas sobre o acesso ao ensino superior ou sobre as bolsas de mérito. Na terceira, clarifica aspectos como alojamento, bolsas de estudo, alimentação, bibliotecas, apoio médico, desporto e programas de mobilidade.

“LEVAR A NOSSA CASA À SUA CASA”

As restantes salas virtuais são dedicadas a cada Escola ou Instituto da UMinho: Arquitetura, Ciências, Ciências Sociais, Direito, Economia e Gestão, Educação, Enfermagem, Engenharia, Letras e Ciências Humanas, Medicina e Psicologia.

Aí, está garantida a interação com os directores de curso, cientistas premiados, núcleos de estudantes e até personalidades, como a eurodeputada Isabel Estrada Carvalhais e o coordenador nacional da EuroDesk, Joaquim Freitas.

Há ainda testemunhos de ex-alunos que estão agora no Ministério Público, na multinacional KPMG ou a liderar uma equipa científica na Holanda.

Também se joga o “trivial das ciências sociais”, percorre-se a multidisciplinariedade das engenharias e das artes ou aprofunda-se o trabalho em saúde, que junta enfermagem, medicina, psicologia e educação, entre outras sugestões.