REGIÃO – Vaudeville Rendez-Vous regressa em Julho na versão ‘Quadrilátero’

REGIÃO –
Vaudeville Rendez-Vous regressa em Julho na versão ‘Quadrilátero’

O Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous – o mais influente festival de circo contemporâneo do país – regressa em 2019 para a sua sexta edição, entre 24 e 27 de Julho. O evento decorrer em Vila Nova de Famalicão, Braga e Guimarães e inclui, pela primeira vez, o município de Barcelos, passando a contemplar as quatro cidades que formam o projecto de cooperação intermunicipal ´Quadrilátero´.

O evento afirma, mais uma vez, o seu compromisso de valorização e projecção do circo contemporâneo. É a partir da força regional que o festival pretende dinamizar a internacionalização da cultura e dos artistas portugueses, através das redes europeias que o festival integra – CircusNext e Circostrada.

PUBLICIDADE

Lídia Dias, vereadora da Cultura da Câmara de Braga, afirmou durante a apresentação do Festival, que decorreu esta terça-feira, que o Vaudeville Rendez-Vous “é já uma marca deste território”. “A comunidade está atenta a este evento e tentamos, a cada ano que passa, dar as melhores condições para o seu desenvolvimento. Braga continua de portas abertas para receber estes projectos e a ajudar a que os mesmos tenham o maior impacto possível junto do público”, referiu.

A celebrar a sua estreia no Festival, Barcelos recebe o primeiro espectáculo desta sexta edição. ‘A Simple Space”, dos Gravity & Other Myths – agendado para o dia 24 de Julho, às 22 horas –, é uma das seis estreias nacionais que vão marcar o evento, sendo a primeira vez que o festival conta com a participação de uma companhia australiana. Sete acrobatas executam uma performance “crua, frenética e delicada”, apresentada de forma intimista

O Vaudeville Rendez-Vous – reconhecido pelo júri internacional do Europe For Festivals/Festivals For Europe, com o selo EFFE Label 2019-2020 – tem como missão a sensibilização da comunidade para as artes circenses e a formação de novos públicos. A última edição daquele que é considerado o mais influente festival de circo contemporâneo do país reuniu mais de 15 mil pessoas em Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão e contou com mais de 60 artistas portugueses e internacionais