REGIÃO

REGIÃO -
36.º aniversário do IPVC celebrado com cerimónia de entrega de prémios de reconhecimento

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

O dia do 36.º aniversário do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) foi marcado pela entrega de prémios de reconhecimento a alunos, a docentes e não docentes, numa sessão solene que contou com a presença do Secretário de Estado do Mar, José Maria Costa.

O actual membro do governo desafiou as instituições de ensino superior a atraírem mais jovens para a economia do mar, valorizando as profissões emergentes, enquanto que Carlos Rodrigues, presidente do Instituo recordou o passado e projectou o futuro. 

«Com um longo caminho já percorrido e com muito trabalho feito», o líder do IPVC assegurou que «ainda há muito a fazer» e «grandes desafios a curto e médio prazo». Carlos Rodrigues aproveitou, na sua intervenção, para destacar a construção dos edifícios de investigação em Ponte de Lima e em Viana do Castelo.

PUBLICIDADE

«Estes dois projetcos de construção encontram-se nas Câmaras Municipais de Viana do Castelo e de Ponte de Lima para licenciamento e espera-se que, no âmbito do Quadro de financiamento 2030, haja financiamento para este tipo de infraestruturas», apelou, recordando também a importância da construção de novas residências, que vão assegurar «a disponibilização de quase 400 camas» para os alunos. 

Já o presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, reconheceu o crescimento e consolidação do Instituto, apelidando-o de «o maio projecto de coesão territorial e social do distrito». O actual líder da autarquia destacou as parcerias asseguradas pelo IPVC, que permitiram «encontrar soluções e agregar socialmente todo o território».

ELOGIOS À «FORMAÇÃO INTEGRAL» E AO TRABALHO E PROFISSIONALISMO

Ainda na sessão solene, a presidente do Conselho Geral do IPVC realçou que a entrega de prémios é um momento onde se «escreve a história da instituição», orientando-a para o futuro. Maria do Rosário Barros lembrou a capacidade do Instituto em «promover a formação integral dos seus estudantes ao longo da vida». 

Ao Instituto, seguiram-se mais elogios. Desta vez por parte do presidente da Federação Académica do IPVC, André Neves, que referiu que estes 36 anos «são sinónimo de muito trabalho, empenho, profissionalismo e inovação». 

O líder da Federação Académica agradeceu o trabalho realizado pelo IPVC ao longo dos anos e terminou deixando o apelo aos estudantes: «façam da academia a vossa casa».

SESSÂO DE DEBATE SOBRE “ESTRATÉGIA NACIONAL PARA O MAR”

Concluída a sessão de entrega de prémios de reconhecimento aos alunos, docentes e pessoal não docente, houve espaço para a realização de uma mesa redonda sob o tema “A Estratégia Nacional para o Mar”. O debate juntou o secretário de Estado do Mar, José Maria Costa, e o Consultor Estratégico na Fórum Oceano, Rui Azevedo.

José Maria Costa referiu que existe uma «uma aprendizagem em identificar problemas de licenciamento e legislação nesta área que é relativamente nova» e assegurou que Portugal «está na liderança em muitos projetcos de grande inovação e que já são objeto de atenção de grandes multinacionais». 

Já o Consultor Estratégico na Fórum Oceano, Rui Azevedo, destacou os «desafios emergentes» que podem trazer crescimento de valor numa dimensão de sustentabilidade em áreas como as indústrias navais ou turismo, acreditando que «os institutos politécnicos têm aqui um papel importante».

Para Rui Azevedo, já existe «um crescimento muito significativo de conhecimento e tecnologia nestas áreas» e que o futuro passa por «criar esse sistema com talento, investimento e financiamento».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS