BRAGA -
Aliança elogia “mudança de mentalidade” da Câmara de Braga sobre “sustentabilidade ambiental”

Carlos Vaz, presidente da Concelhia de Braga do Aliança, aponta a valorização das margens do rio Cávado, “um projecto retirado da gaveta” pela autarquia liderada por Ricardo Rio, como exemplo de “sustentabilidade ambiental”.

Durante a visita à praia fluvial da Ponte do Bico, em Palmeira, e à ecovia que liga as várias praias fluviais do concelho, aquele responsável, que liderou uma comitiva de coordenadores do partido de várias freguesias do concelho, considerou que o projecto no rio Cávado tem “um impacto positivo na melhoria da qualidade de vida das pessoas, na valorização dos recursos e do território, integrando o rio na vida da cidade”.

Para Vaz aquela valorização representa uma “mudança de mentalidade na gestão do território, na valorização dos recursos e na sustentabilidade ambiental”.

PUBLICIDADE

“Braga destaca-se nas melhores práticas neste domínio como mostram ‘conquistas’ como a Bandeira Azul na praia de Adaúfe pelo 6.º ano consecutivo e o segundo lugar da cidade mais verde de Portugal”, afirmou o líder bracarense do Aliança, partido que se já manifestou o seu apoio a Ricardo Rio, eleito pela coligação PSD/CDS/PPM.

“São conquistas determinantes para tornarmos Braga na cidade com mais qualidade de vida”, frisou

A visita, que decorreu sob o mote ‘Braga, o Presente com Futuro’ contou com a presença do vice-presidente do partido Ricardo Ribeiro, residente na freguesia de S. Lázaro, Braga, que destacou o trabalho deste executivo em matérias relacionadas com o ambiente. 

Ribeiro acredita que a concretização dos projectos para as praias fluviais de Navarra e Crespos, a par dos trabalhos em Palmeira e Merelim, quando forem ligadas pela ecovia do Cávado à cidade, “tornarão realidade o sonho de unir o rio à cidade”.

Destacou também os concursos lançados para a nova ETAR em Braga, para a requalificação do rio Torto e Ribeira de Panoias, que “mostram a enorme vontade política deste executivo em solucionar os problemas ambientais”.

César Gomes, autarca de Palmeira, mostrou-se “optimista” quanto à “abertura do equipamento neste Verão” e à classificação de praia fluvial.