COVID-19 -
Amares e Terras de Bouro avançam no desconfinamento. Braga não

Os concelhos de Amares e de Terras de Bouro vão avançar no desconfinamento a partir da próxima segunda-feira, dia 14 de Junho, pelo que os espaços de restauração verão os seus horários alargados, o mesmo acontecendo com o comércio.

Pelo contrário, o concelho de Braga não vai avançar, uma vez que regista uma incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes a 14 dias, mantendo-se assim as medidas actualmente em vigor.

PUBLICIDADE

A partir de 14 de Junho, a generalidade dos concelhos do país dá mais um passo no desconfinamento, com as seguintes regras:

  • Teletrabalho recomendado nas actividades que o permitam;
    • Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo de 6 pessoas no interior ou 10 pessoas em esplanadas) até à meia-noite para admissão e 01h00 para encerramento;
    • Comércio com horário do respectivo licenciamento;
    • Transportes públicos com lotação de dois terços ou com a totalidade da lotação nos transportes que funcionem exclusivamente com lugares sentados;
    • Espectáculos culturais até à meia-noite;
    • Salas de espectáculos com lotação a 50%.
    • Foras das salas de espectáculo, com lugares marcados e com regras a definir pela DGS.
    • Escalões de formação e modalidades amadoras com lugares marcados e regras de distanciamento definidas pela DGS.
    • Recintos desportivos com 33% da lotação;
    • Fora de recintos aplicam-se regras a definir pela DGS.

No entanto, aos concelhos que registem níveis de incidência elevados, como é agora o caso de Braga, irão continuar a aplicar-se medidas mais restritivas:

  • Teletrabalho obrigatório quando as funções o permitam;
  • Restaurantes, cafés e pastelarias com funcionamento permitido até às 22h30;
  • Espectáculos culturais com os mesmos horários da restauração;
  • Comércio a retalho com funcionamento permitido até às 21h00.

Estas restrições aplicam-se aos concelhos que, em duas avaliações consecutivas, registem uma taxa de incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias (ou superior a 240 nos concelhos de baixa densidade, como é o caso de Terras de Bouro).