AMARES -
Ana Luísa Amaral vence Prémio Literário Sá de Miranda

A escritora Ana Luísa Amaral, com o livro “Ágora”, venceu a segunda edição do Prémio Literário Francisco Sá de Miranda, instituído pela Câmara de Amares, anunciou esta quarta-feira a autarquia.

O concurso integrou 202 obras de autores lusófonos, sobretudo portugueses, mas também com contributos vindos de países como Brasil, França, Espanha e Moçambique.

PUBLICIDADE

Presidido por Sérgio Guimarães de Sousa, o júri integrou o vereador da Cultura da autarquia, Isidro Araújo, e a professora da Universidade da Madeira Ana Isabel Moniz.

«Temos a preocupação de escolher os melhores dos melhores, mas esta foi uma decisão consensual. Ana Luísa Amaral é uma das grandes vozes poéticas da nossa contemporaneidade e tem Sá de Miranda como uma das suas inspirações», afirmou Sérgio Guimarães de Sousa.

O director do Centro de Estudos Mirandinos sublinhou que «a publicação destacou-se das demais pelo facto de, em intenso diálogo artístico com obras maiores da pintura, reescrever de modo intimista e fulgurante emblemáticos episódios bíblicos».

Na conferência de imprensa de anúncio do vencedor, o presidente da Câmara de Amares, Manuel Moreira, destacou o crescimento do número de participantes em relação à primeira edição, realizada há dois anos, frisando que se trata de uma iniciativa «importante» e que «faz todo o sentido manter».

«Caso continue a ser presidente da Câmara, esta é com toda a certeza uma iniciativa que continuaremos a realizar com muito gosto», vincou.

A entrega formal do prémio, que tem o valor pecuniário de 7.500 euros, acontecerá durante o mês de Julho, em data a anunciar.